Bem-vindos ao Estudos Bíblicos - Joe McKinney

Estou criando este blog para colocar a disposição dos irmãos alguns dos meus estudos Bíblicos. Sinta-se à vontade para usar, citar ou repassar. Não é necessário me referenciar como autor. Peço apenas que se mudar qualquer coisa, retire meu nome do estudo. Agradeço se me mandar qualquer correção de erro em conteúdo ou gramática. Aceitarei com gratidão qualquer sugestão ou comentário para melhorar os estudos neste blog. Cada estudo terá a data da última revisão. Somos todos eternamente alunos, sempre aprendendo e aperfeiçoando nosso entendimento da Palavra de Deus.

Que Deus abençõe você e sua congregação no estudo da Palavra Sagrada.

10/03/2011

Joe Mckinney email joe.mc@comcast.net
blog endereco http://estudos-jcm.blogspot.com/

Sunday, January 9, 2011

IGREJA ORGANIZADA POR DONS 28 dezembro2011


A Igreja Organizada por Dons

Introdução

Jesus, voltando ao céu, deu dons aos homens por meio do Espírito Santo. Para os propósitos deste estudo, vamos dividir estes dons em dois grupos:

A.             Os dons que iam acompanhar a pregação inicial da Palavra para confirmar a pregação através de sinais e prodígios - estes dons seriam milagrosos e temporários.

B.             Os dons que seriam usados pelos irmãos em serviço, uns aos outros - estes dons seriam permanentes e continuam até hoje em dia.

A divisão em dois grupos não é perfeita, porém, porque alguns dons aparecem nos dois grupos. Por exemplo, o dom de profetizar indicava o recebimento milagroso ou sobrenatural de conhecimento diretamente de Deus, mas foi também usado para servir (edificar) os irmãos. Vamos examinar o segundo grupo agora com algumas observações a respeito de dons em geral.

I.               O assunto dos dons espirituais trata da organização da igreja e a graça de Deus

A.                     Organização da igreja

1.    A igreja é o corpo de Cristo e o sonho de Jesus é uma igreja que seja como ele é. Realizar este sonho custa caro - temos que negar a nós mesmos e nos submeter a Jesus que é o cabeça ou chefe da igreja. Sendo Jesus a cabeça, o trabalho é dele. Ele coordena o trabalho. Ele decide o que é que cada um deve estar fazendo na igreja. Nossa parte é ficar submisso a ele e procurar reconhecer o que ele quer de nós, no dia a dia, na organização e nos trabalhos. Nós somos responsáveis pessoalmente a ele.

2.    Jesus opera através do Espírito Santo, distribuindo dons, ou seja, serviços, aos membros do corpo para o funcionamento da igreja.

3.    O Espírito nos coloca no corpo (1 Coríntios 12:12, 13). O Espírito habita em nós (1 Coríntios 6:19). O Espírito dá dons aos membros do corpo (1 Coríntios 12:6, 7, 11, 18).

4.    Uma igreja organizada por Cristo por meio do Espírito conforme os dons é muito mais que presbíteros, evangelistas e os que são responsáveis pelas várias áreas de trabalho. Cada membro faz parte da organização. Se fosse possível fazer um organograma da congregação, o nome de cada membro estaria nele.

B.                     A graça de Deus

1.    A graça de Deus não apenas nos salva dos pecados, como em Efésios 2:4-9;pela graça recebemos muitas bênçãos na vida. Veja 2 Coríntios 9:8. Até o serviço que você faz por Deus no Seu Reino é um favor que Ele lhe concedeu (Efésios 3:7, 8). A graça de Deus nos dá serviços para exercer igreja como membro do corpo de Cristo.

2.    A palavra “dom” enfatiza que é uma coisa dada. É de graça.

3.    1 Pedro 4:10, 11

4.    Romanos 12:3, 6

5.    A pergunta, então é: “O que Deus tem me dado para fazer na igreja?” “Qual o serviço que Jesus escolheu para mim no Corpo dele?” “Qual o meu dom o dons?” “O que eu devo enfatizar no servir aos outros?”

6.    Lembre-se que você não ganha seu lugar no Corpo pelo seu próprio esforço; é dado por Deus (Jesus, por meio do Espírito). A sua área de serviço no Corpo de Cristo não deve ser aquilo que você escolheu por si mesmo, mas o que o Senhor escolheu para você.

II.             Dons espirituais são funções, serviços, ministérios, responsabilidades — Romanos 12:3-8

A.             V. 4 — “Assim como cada um de nós tem um corpo com muitos membros e esses membros não exercem todos as mesmas funções,” e v. 6 “Temos diferentes dons, de acordo com a graça que foi nos dada.” Aqui estão duas maneiras de expressar a mesma coisa.

1.    Os dons são funções, ou seja, serviços, trabalhos ou ministérios que você, como membro do corpo de Cristo, deve exercer.

2.    Dons não são talentos, embora qualquer talento ou recurso humano pode e deve ser usado no exercício do seu dom.

3.    Os dons não são personalidades (paciente, impulsivo, carinhoso.). O dom de Pedro e Paulo era de apóstolo, mesmo com personalidades diferentes.

B.             Vv. 6-8 — Os dons são serviços, aos quais os vários membros são chamados por Jesus para exercer, de maneira especial.

1.    Todos nós devemos servir, mas aqui alguns (não todos) recebem o dom de servir.

2.    Todos nós devemos evangelizar, mas há evangelistas na igreja

3.    Todos nós devemos exercer misericórdia, mas há cristãos com este dom.

4.    Todos nós devemos contribuir, mas há alguns com este dom.

5.    Todos nós devemos cuidar uns dos outros, mas há pastores na igreja.

C.            Nós podemos estar envolvidos em muitos serviços mais há alguns serviços para o qual fomos especialmente chamados. Estes são nossos “dons”. A pergunta importante neste sentido sobre os dons não é exatamente “O que o Senhor quer que eu faça?” mas “Em que serviço o Senhor quer que eu me dedique ou especialize?” Pode pensar nos dons como sua especialidade ou seu serviço especial.

D.            Nem todo o membro tem a mesma função ou dom, mas todo cristão tem um ou mais dons! Se você é cristão, então já lhe foi dado uma função, um serviço, um trabalho, um ministério, uma responsabilidade no corpo de Cristo. Foi Jesus, por meio do Santo Espírito, quem lhe deu. Cabe a você descobrir o que é e exercê-lo, pessoalmente e especialmente. Não há membros do corpo sem função.

III.           Os dons são chamados de “dons espirituais”.

A.             2 Timóteo 3:16-17 “Toda Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra.”

B.             A palavra de Deus nos equipa para o nosso serviço. Através da Palavra, o homem de Deus será equipado para o trabalho. Isto significa que os trabalhos devem ser obras espirituais porque a Palavra trata de coisas espirituais. Por exemplo, A Bíblia não ensina a arte de ser carpinteiro. Ela não fala das ferramentas, as medidas ou o material da construção. Mas, a Palavra prepara um carpinteiro para fazer um trabalho espiritual dentro do seu ramo. Os dons tratam do envolvimento com Deus e com as pessoas como 1 Pedro indica. Devemos exercer estes dons servindo uns aos outros e isto traz glória a Deus.

Isto ilustra mais uma vez que os dons não são talentos ou habilidades. O talento do carpinteiro em construir casas não vem da Palavra, mas este talento pode ser usado para a glória de Deus. Este talento pode colocá-lo em lugares e situações para ministrar às necessidades das pessoas. Quando alguém precisa do seu talento, ele pode ir, suprir aquela necessidade e, se tiver oportunidade, compartilhar coisas espirituais no processo de maneira espiritual

IV.          A organização da igreja através dos dons é diversa, mas unida 1 Coríntios 12:1-11

A.             Vv. 4-7 — Na igreja há unidade e variedade. Isto é visto na variedade dos dons, todos dados pelo mesmo Espírito. Os cristãos têm dons diversos, ministérios em variedade, atividades diferentes, mas tudo vem de um só Espírito, um só Senhor, um só Deus e tudo deve ser usado para o bem mútuo.

B.             Vv. 8-10 — O contexto aqui, no exemplo usado por Paulo, é dos dons milagrosos e espirituais do Espírito Santo. O Novo Testamento menciona dons que são milagrosos (Atos 14:3; 1 Coríntios 12:9, 10; Hebreus 2:3, 4) e também dons que não são milagrosos (Efésios 4:11; Romanos 12:7, 8). Sabemos que o propósito principal dos dons milagrosos do Espírito, no início da igreja, foi de confirmar a palavra de Deus que os apóstolos e outros falavam. Foram dados para provar que as palavras deles eram divinas. Veja: Hebreus 2:3, 4 e Marcos 16:20. Os dons milagrosos do Espírito foram recebidos pelo impor de mãos dos apóstolos. Veja: Atos 8:17, 18 e Atos 19:6. Assim o propósito e o meio já se cumpriram. Por isso, Paulo disse que estes dons eram temporários (1 Coríntios 13:7-10).

C.            V. 11 — É o mesmo Espírito que dá um dom a um membro e outro dom a outro membro. É o Espírito que faz a decisão qual pessoa recebe qual dom. A pessoa com três dons não é melhor do que a pessoa com um dom. A pessoa com o dom do conhecimento não era melhor do que a pessoa com o dom de línguas.

D.            1 Coríntios 12:12-31

1.    Vv. 12, 14 — Na igreja há unidade embora variedade. Isto é visto pelo fato da igreja ser um corpo.

2.    V. 14 — Há muitos membros no corpo de Cristo. Cada membro é importante. Cada pessoa é necessária e deve trabalhar no corpo para o bem-estar do corpo todo.

3.    Pessoas dizem, de vez em quando: “Eu sou a Igreja”, querendo enfatizar o fato de que a igreja é pessoas e não tijolos e cimento. Mas, para sermos mais corretos, vamos dizer “Somos igreja” e “Eu sou um dos membros do corpo de Cristo”.

4.    V. 21, 27 — Nenhum membro funciona por si mesmo. Desligado do corpo, qualquer membro do corpo vai deteriorar-se, vai morrer e vai produzir mau cheiro. Alguns dizem: “Eu vou ficar fiel a Jesus, mas não vou participar da igreja”. Ou: “Não vou assistir os cultos, nem ficar ativo nas atividades da Igreja. Jesus conhece meu coração. Eu posso sobreviver por mim mesmo”. Esta idéia está completamente errada. Separada do corpo, a mão não pode ajudar o corpo. É verdade, que os vários membros têm coisas diferentes para fazer, mas, todos trabalham ligados ao corpo. Como diz Efésios 4:11, “Cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, de quem todo o corpo, ajustado e unido pelo auxílio de todas as juntas, cresce e edifica-se a si mesmo em amor, na medida em que cada parte realiza a sua função.” “Ajustado” quer dizer, “encaixado”. Os membros do corpo se encaixam no corpo. Somos ligados, uns aos outros.


5.    Para refletir: Os membros não têm que pedir a permissão dos outros membros para fazer sua própria tarefa. Como membros do corpo, cada um tem seu ministério (o seu dom). Mãos, vocês não precisam pedir permissão para fazer a tarefa de uma mão. Você é uma mão - faça seu trabalho! Sim, devemos comunicar, cooperar e coordenar uns com os outros, para o bem-estar e união do corpo. Deixe a mão que está ligando a luz, comunicar ao pé que está na água. Devemos nos comunicar, devemos cooperar, mas temos que exercer o dom que Deus nos deu.

6.    V. 21 — Cada membro da igreja é importante. Cada membro é necessário. Talvez, você pense “Eu não sou pregador, nem ensino nas aulas. O corpo não precisa de mim”. Tolice! Como seria a igreja se todas as pessoas fizessem a mesma coisa? O Senhor não chama a todos para fazerem a mesma coisa; quer dizer, nem todos têm a mesma responsabilidade na igreja. O Espírito dá aos membros do corpo de Cristo ministérios conforme a necessidade do corpo. O Senhor, sendo a cabeça, sabe coordenar o corpo. Ele jamais fará do corpo todo um olho ou um pé, etc. Ele dá ao corpo diferentes tipos de ministérios para suprir as necessidades da igreja toda.

7.    De novo, cada membro é importante, é necessário. A unha pode pensar assim “Você não precisa de mim. Eu não sou importante. Você pode existir sem a minha presença.” Mas, quando um bicho entra na minha orelha, não é outro membro do corpo que preciso tanto como aquela pequena unha.

8.    Os membros do corpo cooperam uns com os outros. Quando o pé tem um espinho, imediatamente os pulmões, garganta e boca cooperam para produzir um grito, que distrai o pé em dor. Uma perna tira o pé da terra, enquanto a outra perna se dobra para que o corpo possa sentar-se. As mãos pegam o pé dolorido e os olhos buscam o espinho. Finalmente, os dedos retiram o espinho e o pé começa a se aliviar. Quando um membro sofre, todos sofrem. E, quando um recebe honra, todos são honrados. Nós não vamos ser como o corpo cujos membros decidiram que o estômago era preguiçoso. Então, as mãos se recusaram a levar comida à boca; a boca recusou aceitar comida; os dentes se recusaram a mastigar comida. Eles decidiram humilhar o estômago. O resultado foi que o corpo inteiro ficou muito fraco, até que a mão não tinha força para levar a comida, nem a boca para receber, nem os dentes para mastigar e o corpo todo morreu. Nós somos do mesmo corpo. Vamos fazer a nossa parte, para o bem-estar do corpo inteiro.

9.    V. 31 — Em tudo disso, nunca esqueça que melhor do que qualquer dom é o amor.

V.            Cooperação e a responsabilidade individual de cada membro — Mateus 25:14-30 (parábola dos reais)

A.             Esta parábola fala da responsabilidade individual de cada um, independente da ação dos outros. Cada um será julgado pelos seus próprios atos. Mas, na igreja, o corpo de Cristo, quando um não faz a sua parte, ele não somente prejudica a si mesmo, mas o corpo todo. Se os olhos não olham, o corpo inteiro está em trevas. Se os pés não andam, o corpo inteiro deixa de andar. Mesmo que você tenha recebido um só ministério ainda deve usá-lo. Todo membro, recebendo um, dois ou cinco, deve usar o que recebeu para o bem do corpo. (O nome talento é ou feliz ou infeliz. De um lado se confunde com talentos ou habilidades, naturais ou desenvolvidos. Do outro lado se aplica perfeitamente ao assunto dos dons. “Talento” nesta parábola, é dinheiro. Pode ser traduzido: “reais”.

B.             Não se deve permitir a existência de um sistema em que um cuida de todos. Se as mãos não trabalham, mas pedem que os olhos trabalhem... Se os pés não andam, mas pedem que os olhos andem... Se os ouvidos não ouvem, mas pedem que os olhos ouçam... Se a boca não come, mas pede que os olhos comam... Se o nariz não cheira, mas pede que os olhos cheirem... Isso não seria um corpo. Seria um monstro.

C.            Uma igreja precisa ter espaço para que todos os membros sirvam o corpo. (Isto inclui homens e mulheres, jovens adolescentes e adultos, analfabetos e doutorados, maduros e imaturos, anciãos e recém-convertidos, fortes e fracos. As palavras chaves em Efésios 4:16 são “todas”e “cada”.) A igreja são todos os irmãos e irmãs, incluindo aqueles que são considerados menos visíveis, executando as funções de seus ministérios espirituais, cada um servindo ao Senhor. É fatal para o corpo ter muitos membros inúteis. Todos são membros do corpo. Cada membro tem sua função. Cada membro deve cumprir seu serviço perante Deus. Cada um deve servir.

D.            Ás vezes ficamos entre o sistema sacerdotal do catolicismo e o sistema pastoral do protestantismo. Entre nós, alguns cuidam de todos os problemas da igreja. Temos que permitir que Cristo trabalhe e manifeste as suas funções. Sendo o corpo de Cristo, não falta trabalho para fazer. Cada cristão é um sacerdote. Se Deus coloca o peso de um irmão nos seus ombros e se você é capaz, ore e vá em frente para ajudar.

E.             Na igreja, às vezes, os de cinco “talentos” carregam o peso da multidão de membros com um “talento”. Que grande peso. A direção de uma igreja não é algo que depende apenas do trabalho de alguns, mas é mais uma questão de nós termos a capacidade de fazer com que todos os de um “talento” manifestem seus dons. O grande problema na igreja hoje em dia vem dos de um “talento” escondendo seu “talento”. Se todos de um “talento” manifestassem seus “talentos”, não haveria necessidade de tantos grandes dons entre nós. Temos que mobilizar os de um “talento” para exercê-lo.

F.             Todo o corpo deve aprender servir. Com relação aos afazeres da igreja, os irmãos e as irmãs devem preocupar-se com eles e estar conscientes a seu respeito. Não importa o tipo de obrigação. Todos devem arregaçar as mangas. Por exemplo, a limpeza do prédio onde a igreja se reúne, cuidar dos necessitados, hospedar irmãos, despedir os visitantes, distribuir pão, cuidar da tesouraria ... Na casa do Senhor nenhum servo pode se desculpar dizendo que não recebeu serviço nenhum. Diante de Deus, todos os seus filhos são servos com ministérios dados por Deus. Se pensarmos que há alguém a quem o Senhor não pode usar, realmente não conhecemos a graça de Deus. Na igreja não deve haver membro algum que seja marginalizado. Todos precisam se levantar e funcionar.

G.            Efésios 4:16 — diz que todo o corpo, ajustado e unido pelo auxílio de todas as juntas, cresce e edifica-se a si mesmo em amor, na medida em que cada parte realiza a sua função. Isto ensina 100% envolvimento da parte dos membros. Nenhum membro pode negligenciar seu dever. Devemos sempre estar encorajando os irmãos a tomar iniciativa para fazer o que eles acham que Jesus está os chamando para fazer e não ficar restringidos pela organização. A organização deve facilitar e não impedir o serviço de qualquer cristão.

H.            É certo chamar os irmãos para o serviço de Cristo conforme seus dons e suas habilidades. Ê certo encorajar cada um a colocar todos seus talentos a disposição do Senhor. Mas não é certo criar um complexo de culpa porque alguém não está exercendo talentos que ele não tem ou funções que não foram dadas a ele por Deus.

I. Você é um dos muitos membros do corpo. Quando você está trabalhando, servindo, pregando, visitando, ensinando, exortando, aconselhando, etc. o corpo está trabalhando porque o corpo só funciona através dos seus membros. Você, sendo membro do corpo, é sempre membro do corpo, quer dizer, o tempo todo e não apenas durante as horas quando o corpo está em reunião. As responsabilidades da igreja são o total de todas as responsabilidades de cada membro individualmente. Por exemplo:

1.    Quando maridos estão cuidando das suas esposas...

2.    Quando esposas estão cuidando do seu lar...

3.    Quando pais estão criando seus filhos no caminho do Senhor...

4.    Quando servos estão parando para ajudar uma pessoa na estrada...

5.    Quando presbíteros estão pastoreando o rebanho...

6.    Quando dirigentes estão organizando um retiro...

7.    Quando pessoas de fé estão orando pelos doentes e perdidos...

8.    Quando evangelistas estão evangelizando...

9.    Quando irmãos estão visitando nos hospitais...

10.          Quando conselheiros estão ajudando um casamento...

11.          Quando autores estão escrevendo livros que edificam...

12.        Quando... (você pode acrescentar a esta lista, então  o corpo está trabalhando!

Cada irmão e cada irmã têm um ministério. Precisamos ajudá-los a saber qual é e também equipá-los para o bom desempenho no seu ministério. Devemos sempre estar encorajando os irmãos a tomar iniciativo para fazer o que eles acham que Jesus os está chamando para fazer e não ficar restringidos pela organização. De novo, a organização deve facilitar e não impedir o serviço de qualquer cristão.

VI.          Quem é você no Corpo de Cristo? (algumas sugestões para lhe ajudar a descobrir o seu serviço especial, ministério ou dom)

Esta é a pergunta que todos nós precisamos fazer. Como posso saber o serviço que O Senhor me deu para fazer? O Novo Testamento não dá uma resposta bem empacotada para esta pergunta. Segue, porém, algumas sugestões, mas estas não devem ser consideradas com a última palavra neste assunto.

A.           Tornar-se um Cristão. Os dons são dados exclusivamente para os membros do corpo de Cristo.

B.           Coloque-se totalmente à disposição de Deus. Esta é uma decisão pessoal e concreta que devia ter sido feito na sua conversão e que precisa ser renovada continuamente. Diga a Deus de coração como Isaias fez: “Eis me aqui, envie a mim, Senhor” (Isaias 6:8). Seja, qual for o serviço, esteja pronto para aceitar o que Deus quer de você.

C.            Ore. Você sabe que Deus tem um propósito para você no corpo de Cristo, então peça que Ele mostre a você, sabendo que Ele vai atender este pedido porque é a vontade dele. (medite em Salmos 25:12 “Ao homem que teme ao Senhor, Ele o instruirá no caminho que deve escolher.”).

D.            Leia as listas dos dons no Novo Testamento. Estas listas podem dar a você uma idéia sobre o que Deus considera um “dom” ou ministério. Veja Romanos 12:3-8; 1 Coríntios 12:28; Efésios 4:11-12; 1 Pedro 4:10-11. Alguns exemplos de dons (serviços) no Novo Testamento (excluindo os dons temporários ou milagrosos):

1.    Servir (I Pedro 4:11; Romanos 12:7)

2.    Ensinar (I Coríntios 12:28; Romanos 12:7; 2 Timóteo 1:11)

3.    Dar ânimo (Romanos 12:8)

4.    Contribuir (Romanos 12:8)

5.    Prestar ajuda, (I Coríntios 12:28)

6.    Mostrar misericórdia (Romanos 12:8)

7.    Administrar (I Coríntios 12:28)

8.    Pastorear, Supervisionar (Atos 20:28; Efésios 4:11; I Timóteo 3:1-2; Tito 1:5, 7)

9.    Evangelista, Pregador (I Coríntios 9:16-17; Efésios 4:11, 2 Pedro 2:5; I Timóteo 4:6; 2 Timóteo 1:11)

10.          Diácono (I Timóteo 3:8)

Note: Observando as três listas de dons em Romanos 12, 1 Coríntios 12 e 1 Pedro 4, notamos que não são idênticos. Isso nos leva à conclusão que a lista dos dons não é fixa ou limitada. Isto faz sentido quando sabemos que a igreja é dinâmica - quer dizer, está sempre mudando, crescendo e se transformando. Com mudanças, as necessidades mudam. Os dons sendo para servir a igreja, devemos esperar que eles mudassem conforme as necessidades no momento. Alguns estão sempre presentes, mas outros podem mudar. Não se deve pensar que o seu dom sempre será o mesmo. Progredimos, crescemos, as necessidades mudam. Então Deus pode mudar o nosso ministério. Um exemplo bíblico é Felipe no livro de Atos. Ele começou sendo um servo, distribuindo alimentos às viúvas pobres. Mais tarde ele foi evangelista. Assim pode ser com você.

E.       Considere as necessidades da igreja. Pedro diz claramente que devemos exercer os nossos dons para servir uns aos outros (1 Pedro 4:10). Então temos que visar as necessidades da igreja. Pergunte: O que o corpo está precisando? O que o corpo faz? O que o corpo precisa fazer? Como posso ajudar, fazendo a minha parte? Isto determina a lista dos dons ou serviços da igreja. Quando perceber estas necessidades, siga os seus desejos em supri-las. Pense no princípio de que: oportunidade + habilidade = responsabilidade. Ou, em outras palavras, “vejo a necessidade + eu posso suprir a necessidade = eu devo fazer o serviço” (mas nem sempre é tão simples - Lucas 10:25-37). Lembre-se também que todos nós fazemos muitos atos de serviço que não se encaixam dentro de nosso dom ou ministério, mas simplesmente faz parte de uma vida de um servo de Cristo que viu uma necessidade e deseja ajudar.

F.             Procure as oportunidades. Guarde um jornal pessoal de portas que Deus abre para você servir. Com o passar do tempo, talvez você perceba a direção em que Deus esteja lhe guiando.

G.      Peça conselhos da liderança da igreja. Efésios 4:11-12 diz que eles tem os seus dons para equipar os santos. Aproveite o uso destes dons de liderança.

H.            Tome iniciativa. Você orou a Deus, tem uma idéia dos tipos de ministérios no Novo Testamento, considerou as necessidades da irmandade, observou que Deus está sempre abrindo portas de oportunidade para você e já conversou com a liderança da igreja. Não espere mais. Tome a iniciativa e comece a fazer aquilo que O Senhor escolheu para você fazer. Sirva o corpo de Cristo com todo o seu amor.

VII.        Algumas coisas para lembrar e refletir:

Os serviços são diversos.

Alguns são organizados e envolvem muitos irmãos. Outros são individuais e envolvem somente uma pessoa.

Alguns requerem a apresentação pública pela liderança e outros são feitos confidencialmente e atrás das cenas.

Alguns são conhecidos publicamente e outros são conhecidos somente pelo Senhor.

Alguns serviços devem ser coordenados com os outros na igreja e alguns não precisam disso.

Alguns são de curto prazo e outros são de longo prazo.

Cada membro do corpo de Cristo deve estar envolvido.

Não deve existir nenhum membro inútil, inativo, não envolvido.

Agora, comece uma lista de possíveis serviços que você possa fazer.

Que Deus lhe abençoe no seu serviço ao corpo de Cristo.

VIII.      Motivação

O que motiva você no seu serviço na igreja?

O que lhe desmotiva neste serviço?

IX.          Conclusão

Conforme Efésios 1:9-10, como a igreja de Cristo, somos o corpo espiritual dele. Nossa identidade de ser corpo de Cristo nos ajuda a saber o nosso propósito na vida e nossa missão no mundo. Somos o instrumento de Deus pelo qual Ele quer unir todas as coisas e todas as pessoas. É por isso que existimos. Em termos práticos, o que fazemos será determinado por este propósito. Seu dom dado por Deus vai contribuir para este propósito.

A igreja no Novo Testamento é vista como um organismo, vivo, crescendo e coordenado. Este organismo é composto de muitas partes, interligadas de uma maneira organizada. Embora organizada, a igreja é mais que uma simples organização. A palavra mais usada para falar deste aspecto da igreja, no Novo Testamento é a palavra “corpo”. Ela é usada 40 vezes no Novo Testamento. O paralelo é feito muitas vezes entre as características do corpo humano (físico) e a igreja que é o corpo (espiritual) de Jesus Cristo.

Os membros trabalham em unidade com o corpo todo. Não há membro solto. O serviço da igreja é a atividade espiritual dos santos, membros uns dos outros no Espírito. Como um corpo, cada membro trabalha conforme a sua função. Não é a atividade independente de um indivíduo, mas o trabalho coordenado de todos os membros do corpo. Todo salvo em Cristo é sacerdote (veja Hebreus 5 para ver que sacerdotes são nomeados para exercer funções). Ser sacerdote não é título de honra (não há “Sacerdote Emérito”) e, sim, um cargo para exercer. Vamos todos nos dedicarem aos serviços da vida cristã, mas vamos ser “especialistas” naquele serviço (dom) que o Senhor Jesus, através do Espírito Santo, escolheu por nós.

X.            Perguntas para discussão

Que diferença faria ao seu corpo se as pernas recusarem fazer a sua parte?

Que diferença faria à igreja se você não faz a sua parte?

Será que você realmente precisa de cada membro do seu corpo? Estômago, olhos, pulmões, joelhos, dedos?

Será que a igreja realmente precisa da participação de cada membro?

Qual seria o resultado se cada parte do seu corpo fosse um nariz?

Qual seria o resultado se todo membro da igreja fosse um presbítero. ou professora da escola dominical... ou dirigente de hinos... ou tesoureiro... ou pregador...?

O que motiva você no seu serviço da igreja?

o              O que lhe desmotiva neste serviço?

o              Você está vendo já sua função na igreja?

XI.          Escrituras de referência

· Lucas 12:48

· Romanos 1:5

· Romanos 12:3-8

· 1 Coríntios 1:7

· 1 Coríntios 12:1-31

· 1 Coríntios 14:12

· Gálatas 2:9

· Efésios 3:1-2

· Efésios 3:7-8

· Efésios 4:7-16

· Hebreus 2:4

· 1 Pedro 4:10-11





2 comments:

  1. Excelente estudo. Que deus continue te usando para edificação da Sua Igreja!

    ReplyDelete
  2. Excelente estudo. Que deus continue te usando para edificação da Sua Igreja!

    ReplyDelete