Bem-vindos ao Estudos Bíblicos - Joe McKinney

Estou criando este blog para colocar a disposição dos irmãos alguns dos meus estudos Bíblicos. Sinta-se à vontade para usar, citar ou repassar. Não é necessário me referenciar como autor. Peço apenas que se mudar qualquer coisa, retire meu nome do estudo. Agradeço se me mandar qualquer correção de erro em conteúdo ou gramática. Aceitarei com gratidão qualquer sugestão ou comentário para melhorar os estudos neste blog. Cada estudo terá a data da última revisão. Somos todos eternamente alunos, sempre aprendendo e aperfeiçoando nosso entendimento da Palavra de Deus.

Que Deus abençõe você e sua congregação no estudo da Palavra Sagrada.

10/03/2011

Joe Mckinney email joe.mc@comcast.net
blog endereco http://estudos-jcm.blogspot.com/

Monday, January 10, 2011

PANFLETOS EVANGELISTICOS 19 abril 2011

PANFLETOS EVANGELISTICOS 19 abril 2011


Estes são os textos para 10 panfletos evangelísticos que temos usado em Paraiba. Estes panfletos apresentam Jesus como o Cristo e sacrifício pelos nossos pecados. Se quiser arquivos em Word na forma trifólia com desenhos coloridos ou preto e branco, envie um e-mail para mim (joe.mc@comcast.net).

01. TUDO  QUE  EU  PRECISAVA
Eu era cego1 e precisava ver.

Eu era miserável2 e precisava de alguém que pudesse me libertar deste corpo de morte.

Eu era pobre3 e precisava me tornar herdeiro de Deus.

Eu estava morto4 nos meus pecados e transgressões, e precisava ser ressuscitado para uma nova vida.

Eu estava cheio de orgulho5 e precisava ser humilde.

Eu tinha uma dívida que não podia pagar6 e precisava de alguém para pagá-la por mim.

O pecado me dominava7 e eu precisava ser resgatado.

Eu era por natureza um filho da ira8 e precisava de misericórdia, amor e graça.


Eu só sabia odiar9 e precisava aprender a amar.

Eu vivia sob o domínio das trevas10 e precisava ser resgatado e transportado para o reino do Filho amado de Deus.

Eu era desobediente11 e precisava ser disciplinado.

Eu estava perdido12, longe de casa, e precisava ser achado.

Eu era culpado13 e precisava de perdão.

O diabo me aprisionou14 e eu precisava escapar da sua armadilha.

Eu estava afastado de Deus15 e precisava ser reconciliado com Ele.

Eu estava em guerra contra Deus16 e precisava de alguém para me ajudar a fazer as pazes.

Eu estava cansado e sobrecarregado17 e precisava muito de descanso.

Eu era escravizado pelo medo da morte18 e precisava de alguém para me libertar.

Eu andava nas trevas19 e precisava me tornar luz para viver na luz.

Referências:
1. 2 Coríntios 4:1 - 6    
2. Romanos 7:24 - 25
3. 2 Coríntios 8:9        
4. Efésios 2:1-9
5. Tiago 4:6               
6. Colossenses 2:14 - 15
7. Romanos 7:21 - 25
8. Efésios 2:1 - 9
9. Tito 3:3 - 7             
10. Colossenses 1:13
11. Hebreus 12:5 - 14
12. Lucas 15:1 - 32    
13. 1 Timóteo 1:15
14. 2 Timóteo 2:24 - 26
15. Efésios 2:12 - 17
16. Romanos 5:6 - 11    
17. Mateus 11:28 - 30
18. Hebreus 2:14 - 15    
19. Efésios 5:3 - 12

Todas estas necessidades existem por causa do pecado – um poder que deforma, confunde, escraviza, distorce, corrompe, machuca, fere, sufoca, desmoraliza e destrói a gente. Mas, graças a Deus, tudo que nós precisávamos Jesus Cristo supriu na sua  cruz.

Se você quiser conhecer este Jesus que tanto precisamos, entre em contato com:

02. O  GRANDE  NAVIO  DE  GUERRA

Durante uma noite escura e nublada, um grande navio de guerra navegava nas águas do mar. O marinheiro observou um feixe de luz que vinha em direção ao poderoso navio. Percebendo que os dois iriam se chocar, caso um deles não mudasse sua rota, o marinheiro avisou a seu capitão sobre a situação perigosa.

O capitão do grande navio confirmou que a colisão era certa e mandou a seguinte mensagem para o navio que estava à sua frente: "Altere o seu curso 10 graus à sua esquerda.”.

Logo depois chegou a resposta: "Você vire à sua esquerda por 10 graus.”.

Isso deixou o capitão bastante irritado e, apesar de os dois navios estar cada vez mais próximo, ele mandou outra mensagem: "Eu sou Almirante! Vire 10 graus à sua esquerda.”.
Uma nova resposta chegou quase que imediatamente: "Eu sou um simples marinheiro. Vire 10 graus à sua esquerda!”.

Aquilo tinha sido o bastante. Completamente indignado, o capitão já estava pensando no Tribunal Militar quando resolveu mandar sua última ordem com uma ameaça: "Eu sou um navio de guerra de 200.000 toneladas. Vire 10 graus à sua esquerda ou eu vou passar por cima de você!”.

A resposta chegou de imediato: "Eu sou um farol. Vire 10 graus à sua esquerda!".

Muitas pessoas são como o capitão daquele navio. Tudo aquilo que pareça ser um impedimento para que seus desejos e planos se realizem irá receber a mesma mensagem: "Saia do meu caminho. Eu vou fazer o que quero, ir para onde eu quero, falar o que eu quero, e viver da maneira que eu quero. Se não gostar ou aprovar, não me importa. Vou passar por cima de quem estiver na frente."

Mas Jesus Cristo ainda é o Farol!

Se sua vida não segue o caminho de Cristo, algo terá que ser modificado, e não será do lado de Deus. Cristo afirmou a respeito de si mesmo: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai a não ser por meio de mim.” (João 14:6).

Jesus é O SENHOR; isto quer dizer que Ele é o Rei, o Chefe, a Autoridade, o Imperador e o Cabeça. O que Ele fala é regra. Jesus manda e todo o universo obedece!

Quando Jesus disse a Pedro, André, Mateus, Tiago e João: "Venham e sigam-me!", eles imediatamente deixaram tudo e O seguiram.

Quando Ele falou à falecida filha de Jairo: "Levante-se!", imediatamente ela se levantou e andou.

Quando Jesus disse ao morto Lázaro, já no túmulo há quatro dias, "Venha para cá!" Lázaro obedeceu e saiu do túmulo.

Quando Jesus dirigiu-se ao mar tempestuoso e falou: "Fique quieto!", no mesmo instante os ventos cessaram e o mar se acalmou.

O SENHOR não precisa pedir, sugerir ou dizer “Por favor”. Ele manda e todos têm que obedecer!
Mesmo que você não acredite, não aceite ou não goste, essa ainda é a verdade: Jesus é O SENHOR.

Mas lembre-se: É Ele que nos guia no caminho para a vida. Foi Ele que morreu na cruz para te salvar. Foi Ele que veio "para dar vida e vida em abundância" (João 10:10).

É Ele que não somente tem o poder de nos dar a vitória em todas as dificuldades da vida, mas também que nos ama tanto que entregou a sua própria vida para poder nos conceder a vida eterna.

O sábio vai ouvir e obedecer Aquele que é o Farol da Vida - Jesus Cristo!!!

Se você precisa de ajuda, entre em contato com:

03. O  BOI  DE  PIRANHA

Os boiadeiros da floresta Amazônica enfrentam um desafio único que outros boiadeiros nunca poderiam imaginar. O problema deles são as piranhas, peixes tropicais com mandíbulas poderosas, dentes de serra e um apetite voraz por carne fresca.

A frase “apetite voraz”, usada para descrever o ataque de tubarões, poderia ser mais bem aplicada aos cardumes de piranhas. Elas são atraídas pelo sangue e pelo estardalhaço frenético que acontece no ataque a um animal ferido. Em poucos segundos, grupos delas podem devorar qualquer animal que atravesse seu território até deixarem apenas os ossos.

O desafio para os boiadeiros é como transferir seu gado de um pasto para outro através dos muitos rios e riachos que eventualmente se unem para formar o Rio Amazonas. Se uma vaca com uma ferida aberta, ou mesmo um pequeno corte, entra na água, a piranha, atraída pelo sangue, ataca e o sangue corre rio abaixo. As outras piranhas, atraídas pelo sangue, se juntam para devorar o animal e, na confusão, atacam o gado todo. Umas poucas centenas de piranhas famintas podem destruir o gado todo.

A solução dos boiadeiros e a salvação do gado se chama: “o boi de piranha”. Um boi, normalmente um que esteja fraco ou doente, é escolhido e separado do gado. Então ele é levado a algum ponto rio acima e colocado na água. Se o boi não tem nenhum corte, a piranha não será atraída, portanto suas pernas são cortadas com facas afiadas e começam a sangrar profundamente.

As piranhas o atacam e o “boi de piranha” afunda e nunca mais aparece. Mas enquanto as piranhas estão distraídas, devorando o boi sacrificado, o resto do gado atravessa em segurança o rio. O gado é salvo e somente custou um boi.

Agora, considere este paralelo espiritual: Todos nós somos como as vacas daquele gado, espiritualmente feridos por nossos próprios pecados. A Bíblia diz que “o salário do pecado é a morte”, (Rom. 6.23). E mais ainda: “Aquele que pecar é que morrerá” (Ezequiel 18.20).

Só Jesus não teve pecado. Mas ele foi separado do rebanho da humanidade, levado para o monte Gólgota e ferido por Deus por nossas transgressões. Ele atraiu para si mesmo toda a ira e toda a condenação que teria caído sobre nós. Jesus é o nosso “boi de piranha”, cuja vida foi voluntariamente sacrificada para salvar a todos nós.

Isaías 53 explica o que Jesus realizou na sua morte: “Ele foi traspassado por nossas trans-gressões, foi esmagado por causa de nossas iniquidades; o castigo que nos trouxe paz estava sobre ele e pelas suas feridas fomos sarados. Todos nós, tal como ovelhas, nos desviamos, cada um de nós se voltou para o seu próprio caminho; e o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de todos nós. Como cordeiro ele foi levado para o matadouro”.

Você entende que foi Jesus que cumpriu esta escritura? Como você responderá ao sacrifício de Cristo? Você foi tocado no coração por causa de tão grande sacrifício? Você vai decidir viver por Ele que morreu por você? Ou continuará insistindo em enfrentar as “piranhas” sozinho?

Espero que você decida confiar no sangue de Jesus para tirar os seus pecados e entregar a sua vida a Cristo para segui-lo. Assim você poderá cruzar com segurança para o outro lado do rio da vida.

Talvez você esteja dizendo para si mesmo neste exato momento: “Quero que Jesus seja o meu Salvador; mas como começar? Como posso recebê-Lo como meu Senhor e Salvador”? Deus nos dá a resposta, portanto abra a sua Bíblia e comece sua busca pessoal.

Se precisar de ajuda, você pode entrar em contato com:

04. O  QUE  VOCÊ  PROCURA  NA  SUA  VIDA?

Todos nós estamos procurando alguma coisa na vida, seja algo bem definido ou ainda meio vago em nossas mentes. Aquilo que você procura determina suas ações e decisões. Você faz o que faz porque pensa, conscientemente ou não, que estas decisões e ações o levarão mais perto daquilo que deseja.

Isto não é mau nem errado em si. É bom ter metas na vida. É certo querer realizar algo significativo. O problema é quando a meta da sua vida é impossível, falsa, vazia ou temporária.

Se sua meta é impossível, você pode gastar sua vida inteira procurando algo que nunca vai achar e então ficará frustrado e triste de tanto procurar e ainda não encontrar.

Se sua meta é algo falso, você pode desperdiçar sua vida, correndo atrás do vento, perseguindo o tesouro no fim do arco-íris ou alguma outra ilusão.

Se procurar algo que é vazio, você pode até acabar ficando em depressão porque, quando você achar, descobrirá que ele simplesmente não lhe satisfaz.

Finalmente, pode estar procurando algo que é temporário e, depois de conseguir, você ainda não sentirá realizado porque você não pode segurar aquilo que você tanto desejava. 

O que você procura na sua vida? Considere as respostas que algumas pessoas deram:

 "Minha meta é boa saúde. Quero viver por muitos anos, livre de qualquer doença".

 “Quero felicidade e alegria. Quero sempre me sentir bem por dentro em todas as circunstâncias”.

 "Eu quero riqueza material. Quero ser rico. Quero poder comprar carros, casas de praia e roupas e ter bastantes pessoas empregadas para atender todas as minhas necessidades".

"Estou procurando atividades interessantes e excitantes. Quero me divertir. Quero dançar, mergulhar no mar, pular de um avião com paraquedas, dirigir um carro de Fórmula 1".

 "Quero posição social. Quero ser importante nos olhos dos outros. Quero que as pessoas me chamem de ‘Senhor’ ou ‘Doutor’, andar de limusine com chofer, ver meu nome nos jornais”.

“Estou buscando beleza física. Quero ser bonito, atraente, admirado, mesmo desejado pelas pessoas que me olham".

"Procuro amizade. Quero ficar sempre cercado por amigos íntimos fidedignos, sempre ter alguém por perto nas horas de necessidade”.
…E muitos mais!

Agora, que tal você? O que você está procurando em sua vida? Quero desafiá-lo a procurar algo mais digno, mais nobre, mais permanente e, sim, algo que realmente satisfaça a sua alma. Considere estas passagens da Bíblia:

”Deus recompensa àqueles que o buscam” (Hebreus 11:6).

“Deus dará vida eterna aos que, persistindo em fazer o bem, buscam glória, honra e imortalidade” (Romanos 2:7). 

“Quem quiser amar a vida e ver dias felizes, guarde a sua língua do mal e os seus lábios da falsidade. Afaste-se do mal e faca o bem; busque a paz com perseverança porque os olhos do Senhor estão sobre os justos e os seus ouvidos estão atentos à sua oração.” (1 Pedro 3:10-12).

Jesus Cristo, falando sobre as ansiedades e preocupações da vida como comida e roupa, ensinou: “Busquem pois, em primeiro lugar o reino de Deus e a sua justiça, e todas estas coisas lhes serão acrescentadas” (Mateus 6:33).

Você notou que, nos versículos lidos, as palavras: glória, honra, imortalidade, amar a vida, dias felizes, paz e o reino, são alvos maravilhosos incentivados por Jesus?

Comece já a procurar tudo que Deus tem oferecido por meio de Seu Filho, Jesus Cristo. Ele é o único caminho.

Se precisar de ajuda, entre em contato com:

05. COMO  GANHAR  NO  JOGO  DA  VIDA

Quando meus filhos eram pequenos, eu os ensinei a jogar xadrez. Ensinei as regras do jogo e joguei com eles. Quando erravam eu lhes mostrava o erro e, às vezes, permitia que desfizessem a jogada errada. Eles aprenderam, cresceram e melhoraram. Eu não fingi ser novato, nem dei “colher de chá” e, obviamente, sempre ganhei por um bom tempo. Depois de poucos anos, eles passaram a ganhar de vez em quando.

Hoje em dia, ganho apenas uma vez ou outra! Mas, mesmo assim, eu sempre ganho! Não tenho como perder. Eles são meus filhos e fico muito alegre com o sucesso deles!  Se ganhar o jogo, ganhei. Se perder o jogo, ganhei. Para ser honesto, fico mais contente com a vitória deles do que com a minha.

Eu já parei para pensar: "Como seria se eu tivesse para com todas as pessoas o mesmo amor que tenho para com meus filhos"? Eu acho que meu coração seria mais parecido com o de Deus e, assim, a vida seria mais bela. Este é o grande desafio para o cristão.

É evidente que este não é o sentimento predominante no nosso mundo. O espírito de competição tem invadido todas as áreas das nossas vidas, independentemente da cultura em que estamos. Desde a "sobrevivência dos mais fortes" do darwinismo, até os debates de partidos políticos em eleições presidenciais, a mentalidade das pessoas é: "para uma pessoa ganhar, o outro tem que perder".

Olhe para os atletas, no fim do campeonato, e vejam como os vitoriosos se alegram e os que perdem choram. Nem sempre os técnicos dos times que perdem dão um abraço amistoso no outro técnico ao final da partida.   

Você já parou para pensar de onde vem o dinheiro que alegra quem ganhou na loteria? Para um ganhar, muitos têm que perder.

Geralmente, ganhar é uma alegria à custa de quem perde. No casamento, quando o marido e a esposa entram em competição, um contra o outro, o resultado, provavelmente, será a quebra dos laços afetivos e os dois acabarão perdendo.

Você já pensou na possibilidade de que a vitória de um não precisa implicar na derrota do outro? No plano de Deus, para a corrida da vida, todos nós podemos ser mais que vencedores.

Se olharmos para a vida através dos olhos de Jesus, veremos essa bonita e maravilhosa verdade. Se amarmos as pessoas como o Senhor as ama, poderemos nos alegrar com seus sucessos como se fossem nossos sucessos; assim como me alegro quando meus filhos ganham de mim no xadrez.
A Bíblia descreve a vida como uma corrida. O prêmio não vai somente para o melhor, mais rápido, mais inteligente, mais forte, mais rico ou mais santo.

Todos que correm, segundo as regras de Deus, e terminam a corrida fiéis a Ele, são vitoriosos. Podemos torcer um pelo outro, ajudar um ao outro, até carregar o peso um do outro, quando este se encontra em perigo de cair. Ninguém precisa perder para que o outro ganhe.

Leia sobre o apóstolo Paulo perto do fim da sua vida: "Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé. Agora me está reservada a coroa da justiça, que o Senhor, justo Juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amam a Sua vinda.” (2 Timóteo 4:7, 8).

Você pode estar pensando neste momento: "Como posso ser vencedor, no meio de tantas dificuldades, tribulações e fraquezas pessoais?”. Leia novamente o que Paulo diz: “Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que não poupou seu próprio Filho, mas O entregou por todos nós, como não nos dará juntamente com Ele, e de graça, todas as coisas? ... Quem nos separará do amor de Cristo?  ... em todas estas coisas somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou” (Romanos 8:31-37).

Você quer saber mais sobre como ganhar no jogo da vida? Entre em contato com:

06. SEU  MELHOR  AMIGO

Nos tempos de Sócrates, Dionísio era o rei de Siracusa, na Grécia. Viviam lá dois grandes amigos, Damon e Pítias. Pítias se envolveu em uma trama para assassinar o rei. Ele foi acusado, preso e condenado à morte. Na hora da sua execução, o rei permitiu-lhe um último pedido:
   
 "Peço alguns dias para eu ir para casa, fechar meus negócios e me despedir de minha família."
    
O rei respondeu: "Este pedido eu não posso conceder. Se você for, nunca voltará. Somente o aceitaria se existisse alguém para ficar preso em seu lugar e morrer, caso você não volte”.
    
"Eu ficarei no lugar do meu amigo Pítias", Damon falou, “e darei minha vida pela dele, se for necessário".
   
 "Você é um amigo tolo," disse o rei, "e pode ter certeza de que, se seu amigo não voltar ao pôr-do-sol, daqui a cinco dias, você morrerá no lugar dele".

Pítias foi correndo para sua casa, a fim de acertar suas contas e dizer adeus à sua família. Foi muito difícil voltar. Todos estavam com o coração partido. Até parecia que o céu estava com pena deles porque choveu a noite toda. Ao amanhecer, no seu último dia, ele começou sua longa caminhada de volta. 
    
Ele enfrentou dificuldades que não podia prever. Uma ponte caiu com a chuva e ele foi assaltado por ladrões que o deixaram quase morto. Pítias estava muito fraco, espancado e apavorado. O sol já estava descendo no oeste enquanto ele se apressava para encontrar o seu destino.
    
Enquanto isso, no palácio real, o rei estava "jogando na cara" de Damon a ausência de seu amigo, Pítias.  "Seu amigo não vai voltar para salvá-lo".
 "Pítias estará aqui, antes do pôr-do-sol, a não ser que seja impedido por alguma razão inesperada e, se for este o caso, eu darei minha vida pela dele com prazer." Damon afirmou calmamente.
    
Finalmente, quando o sol se pôs, o executor levantou o seu machado, mas naquele momento, pôde-se ouvir uma voz, ainda a certa distância: "Liberte Damon! Eu estou de volta!".  
    
Pítias correu para a praça central, pálido e coberto de sangue, e caiu aos pés do rei. "Estou aqui. Liberte o meu amigo"!
    
Quase sem fôlego, Pítias contou sobre tudo que aconteceu a ele na estrada. Desamarrou as cordas que atavam seu amigo e estendeu suas mãos para serem amarradas a fim de ser conduzido para a morte.
    
O rei Dionísio se emocionou tanto que exclamou: "Nunca vi uma amizade como esta. Hoje, eu decreto que nenhum dos dois deve morrer. A amizade deles será mantida viva!”.

Dois mil anos atrás, poucas horas antes dele estender suas mãos para serem pregadas numa cruz romana, Jesus declarou a seus discípulos, "Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos" (João 15:13).
    
Amigo, Jesus ama você com o amor maior que existe. Ele, voluntariamente, deu Sua vida na cruz do Calvário para pagar o preço dos seus pecados e lhe dar a vida eterna. Esse evento histórico, tão simples, mas profundo, ultrapassa religiões e filosofias, no desejo de encontrar propósito e esperança para nossas vidas.
    
“Ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou." (2 Coríntios 5:15). O Deus Criador do universo quer ter um relacionamento íntimo com você.  Ele quer que esse relacionamento continue por toda a eternidade. Jesus tomou a iniciativa, declarando e provando o amor d'Ele por você, “dando o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16).
    
Jesus é seu melhor amigo. Ele ama você, se importa com você e está sempre prestes a ajudá-lo.

 Agora é sua vez de decidir se quer fazer parte desta grande amizade. Espero que sua resposta seja: "Sim, eu quero".

 Se você precisa de ajuda para desenvolver um relacionamento com Jesus Cristo, entre em contato com:

07. COMO  O  ESQUIMÓ  MATA  OS  LOBOS

O lobo é inimigo do esquimó. Ele mata os seus cachorros, come sua comida e até ameaça a sua vida. Para eliminar o lobo, o esquimó coloca uma faca de caça, de dois gumes e bem afiada, mergulhada em sangue. Após cobrir a faca com sangue, ele a deixa no frio, para que o sangue congele. Uma vez congelado, ele repete o processo várias vezes até que haja uma camada grossa de sangue congelado na lâmina da faca. Então, ele fixa a faca no chão, com a lâmina para cima.

O lobo chega à noite, atraído pelo cheiro, e começa a lamber o sangue na faca. Quanto mais ele lambe, mais ele quer. Ele continua até o fim, no seu insaciável gosto por sangue. O lobo lambe até a última gota do sangue congelado. Quando sua língua atinge a lâmina da faca, ele começa cortar a sua própria língua. Agora ele está se alimentando do seu próprio sangue, sem sentir nenhuma dor, porque sua língua está dormente. Finalmente, o lobo morre. Ele se mata, devorando seu próprio sangue.

A imagem assustadora da faca com sangue congelado é uma boa ilustração do resultado mortífero do pecado. Da mesma maneira que o esquimó prepara uma armadilha para matar o lobo, Satanás  quer nos seduzir com suas armadilhas atraentes; afinal de contas, se o pecado não fosse tão atraente, quem o praticaria?

O que Satanás disfarça como prazer, divertimento, poder, riqueza, valor pessoal, autoestima e direitos pessoais, a Palavra de Deus identifica como “imoralidade sexual, impureza, libertinagem, idolatria, feitiçaria, ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções, inveja, embriaguez, orgias e coisas semelhantes." (Gálatas 5:19 - 21).

O pecado nos engana. Como o sangue congelado na faca adormece a língua do lobo, a prática do pecado endurece o nosso coração e destrói nossa consciência, ao ponto de praticarmos o pecado sem sentir remorso ou culpa.

O pecado mata. Deus já declarou: "O salário do pecado é a morte." (Romanos 6:23).

Uma pessoa de bom senso procuraria evitar, a qualquer custo, a armadilha mortífera de Satanás. Mas nós não fizemos isso ou não fazemos. "E agora? Como posso escapar, uma vez que já caí no pecado?" A resposta é única e simples: chegar até Deus por meio de Jesus Cristo.

O primeiro passo você já fez, fazendo-se essa pergunta. Muitos não sentem a necessidade de um salvador porque não se acham perdidos. O orgulho humano e a auto-suficiência são as maiores barreiras contra a salvação de uma pessoa. Quem não admite ser pecador, não pode ser salvo.

Creia neste Evangelho (as boas novas) que Deus o ama muito e não quer que você pereça e que Ele fez um plano para poder perdoar todos seus pecados e ainda ser justo. Seu único Filho, Jesus Cristo, homem puro e perfeito, se ofereceu como o sacrifício pelos seus pecados. Jesus é sua única esperança: "Não há salvação em nenhum outro." (Atos 4:12).

Obedeça este Evangelho, se arrependendo dos seus pecados, confessando Jesus como Senhor e Cristo e sendo batizado em nome d'Ele, para ser perdoado.

Assim você começará uma vida nova em Cristo. Continue fiel a Cristo até o fim da sua vida, sempre buscando Sua vontade que se encontra na Sua Palavra!
 
Aqui estão as passagens bíblicas que falam deste processo:
1.  Isaías 53: 4-6
2. Isaías 59:1, 2
3. Marcos 16:15, 16
4. Lucas 13:3
5. João 14:6
6. Atos 2:36-38
7. Atos 8:36-38
8. Atos 22: 16
9. Romanos 3:23
10. Romanos 6:3-5
11. Romanos 6:23
12. Romanos 10:9
13. 2 Coríntios 7:10
14. Gálatas 3:11-13
15. Efésios 2:8, 9
16. Filipenses 2:9-11
17. Apocalipse 2:10
Você precisa de ajuda para obedecer ao Evangelho? Então entre em contato com:

08. A  GAIOLA

O pregador chegou à reunião da igreja num domingo carregando uma velha gaiola de passarinho, enferrujada e arrebentada. Ele a colocou no púlpito. Todos ficaram perplexos e curiosos, então ele começou a explicar:

No dia anterior, passeando pela cidade, viu um rapaz carregando aquela gaiola. Nela havia três pequenos pássaros selvagens, tremendo e assustado. Ele parou o rapaz e perguntou:

“O que tem na gaiola, filho?”


“Alguns pássaros velhos,” - veio a resposta.

"O que vai fazer com eles?” - o pregador perguntou.

"Vou levar para casa e brincar com eles”, respondeu o rapaz. “Vou arrancar as penas, torturá-los um pouco, provocá-los a briga. Vou me divertir bastante”.

"Você vai logo se cansar disto. O que vai fazer com eles então?”

"Olhe, eu tenho alguns gatos que gostariam de matar e comer estes passarinhos. Vou dar a eles”.

O pregador ficou quieto e com o rosto sério, falou: “Por quanto você me vende estes passarinhos, filho?”.

"Está brincando! O senhor não quer estes passarinhos. Eles não prestam, não cantam, são feios e velhos”.

"Por quanto?" - o pregador repetiu.

O rapaz olhou para ele como se fosse louco e falou, “Vinte reais!”.

O pregador tirou da carteira uma nota de vinte e a estendeu ao rapaz. Imediatamente ele pegou o dinheiro e saiu correndo. O pregador pegou a gaiola e levou para um campo bem perto, com cuidado a colocou no chão ao lado de uma árvore, abriu a porta e soltou os passarinhos.

Assim, ficou explicada a presença da velha gaiola colocada no púlpito e o pregador começou a contar outra história:

“Um dia, Jesus estava conversando com Satanás. Satanás tinha acabado de chegar do Jardim do Éden e estava se gabando com muita alegria.

'Que bom! Eu acabei de pegar um montão de gente. Coloquei a minha armadilha, usei a isca perfeita e peguei todos. Eles não resistiram as minhas decepções!'

'Que vai fazer com eles agora?' Jesus perguntou.

Satanás respondeu com um sorriso malvado: 'Eu vou me divertir bastante com eles. Vou ensiná-los a roubar, fornicar, odiar, brigar, mentir, ser viciados e matar uns aos outros.   Como vou me divertir com eles!'
'E depois, quando cansar deles, o que vai fazer?' - perguntou Jesus.

'Vou matar todos!' - Satanás respondeu com olhos inflamados e uma cara triunfante.  

'Por quanto você os vende?' - perguntou Jesus com o rosto triste. 

'Você não vai querer comprar esse povo. Eles não prestam. Se ficar com eles, eles o odiarão. Vão cuspir no Seu rosto, ultrajá-Lo e matá-Lo. O Senhor não quer comprar este povo!'

'Por quanto você os vende?'

Satanás olhou para Jesus com desprezo e O desafiou, 'Custará todas as suas lágrimas e todo seu sangue!'

Jesus disse, 'Combinado, Eu aceito!'”.

Ele pagou exatamente aquele preço.

Amigo, você se sente aprisionado na gaiola de Satanás? Gostaria de ser liberto de toda a sua culpa, desespero e fracasso? Busque Jesus. Ele está querendo libertá-lo e salvá-lo.

Se você precisa de ajuda para saber como chegar a Jesus, ser salvo dos seus pecados e participar da vida eterna, então entre em contato com:

09. AFOGOU-SE  NO  DESESPERO  MAS  FOI  SALVO

Um homem entrou sozinho em um barco pequeno e remou até o centro de uma grande lagoa. A lagoa era muito profunda e o homem não sabia nadar. Ele não sabia, mas seu barco estava furado e começou a encher de água. Ele fez o possível para tirar a água do barco, mas não conseguiu e o barco afundou. O homem ficou desesperado. "O que vou fazer? Gritar para alguém me socorrer"? Olhando ao seu redor, não viu ninguém. O homem continuou lutando para ficar com a cabeça fora da água, mas logo se cansou e a realidade chegou – "Eu vou morrer!”.

Dizem que, quando uma pessoa está se afogando, toda sua vida passa-lhe pela mente num instante: remorso pelos erros cometidos e oportunidades desperdiçadas, forte desejo de dizer aos entes queridos que os ama, medo, angústia, desespero, resignação e profunda tristeza.

Finalmente, afogando-se no desespero, antes de descer ao abismo para nunca mais subir, o homem gastou o pouco de ar que ainda restava, gritando ao vento: "Socorro! Alguém me salve!”.

Naquele instante, chegou outro barco com um amigo seu que estendeu a sua mão dizendo: "Pegue na minha mão! Eu vou te salvar!”.

O que você acha que o homem afogando fez? Não há dúvida nenhuma! Ele pegou na mão do amigo para se salvar.

Veja bem, hoje há pessoas se afogando, mas não em água. Estão sendo engolidas pelas águas escuras dos seus próprios pecados. Estão caindo no abismo do inferno, de onde nunca retornarão.
Neste momento, Cristo está estendendo a sua mão e oferecendo a salvação a todos, No entanto, ao ver a Cristo, muitas pessoas recusam-se a pegar em Sua mão.


Muitas pessoas, morrendo eternamente nos seus pecados e destinadas a descer ao abismo do inferno, olham para Jesus que estendeu a sua mão para salvá-las e, em vez de pegarem em Sua mão, elas perguntam: "Quanto isso vai me custar?”.

Que importa o preço? Quanto vale para você a sua alma? Considere as opções: Morte ou Vida? Mesmo assim, O Senhor responde bem claramente, "Você vai precisar seguir meu exemplo e obedecer as minhas palavras todos os dias da sua vida.”.

Você bem sabe que tantas pessoas, ouvindo tais palavras de Jesus, respondem: "Obrigado, mas não quero". É triste dizer, mas elas preferem ficar na morte em vez de receber a vida eterna em Cristo.
Se você é um dos que acham que esse compromisso com Jesus é alto demais, pense no seguinte:

1. Veja o preço que Jesus pagou para ser o seu Salvador e Senhor. Isaías 53: 5-6: "Ele foi ferido por causa das nossas transgressões e esmagado por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre Ele, e pelas Suas pisaduras fomos sarados. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas, cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre Ele a iniquidade de todos nós.” Será que Deus exige demais de nós?

2. Além disso, sabemos que Cristo nos ama imensamente e tudo o que Ele nos manda fazer é para o nosso bem. Ele não quer nos torturar ou tirar a nossa alegria. Muito pelo contrário, é como Ele disse: “Eu vim para que tenham vida em abundância." (João 10:10).

3. Na realidade, ninguém pode pagar pela sua salvação. É dada pela graça de Deus: “O salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor." (Romanos 6:23).

4. Cristo nos chama para fazer um compromisso total com Ele: "Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. Que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?” (Marcos 8:34-37).

E você? Vai pegar na mão de Jesus? Vai escolher vida em vez de morte? Se precisar de ajuda, entre em contato com:

10. VOCÊ  JÁ  SABE  O  CAMINHO  DA  MORTE  PARA  A  VIDA?

Seu querido amigo estava tão doente que suas irmãs mandaram uma mensagem para dizer, “Venham depressa antes que ele morra!”.

Mas Ele não foi de imediato, demorando dois dias para começar a longa viagem para lá. Quando finalmente chegou, o seu amigo já tinha sido enterrado havia quatro dias e seu corpo já cheirava mal.

Mesmo assim, Jesus foi ao sepulcro e mandou aos que estavam vivos: “Tirem a pedra do túmulo!” e ao morto: “Lázaro, venha para fora!”. E o morto ressuscitou! (Veja João 11).

Esta não foi a primeira vez que Jesus tinha trazido de volta à vida uma pessoa que já havia morrido. (Veja Lucas 7:11-14 e Marcos 5:22-43)

Por mais maravilhoso que seja isso, o que Jesus quer fazer com você é ainda melhor. Hoje, Jesus Cristo quer:
1. Perdoar todos os seus pecados, livrando você da condenação divina e eterna que aguarda os pecadores.

2. Transformar a sua vida de:
     Trevas para luz
     Desespero para esperança
     Tristeza para alegria
     Confusão para propósito
     Ansiedade para paz
     Medo para segurança
     Morte para vida

3. Ressuscitar seu corpo morto no último dia para você poder viver com Ele eternamente no paraíso de Deus.

Vejas alguns exemplos de que Jesus já fez na vida de pessoas:

1. Amy foi vítima de abuso sexual entre os 4 a 14 anos de idade. Aos 18 anos de idade, viciada em drogas e álcool, Amy estava trabalhando num clube como dançarina erótica. Queria consertar sua vida e se livrar dos vícios, então começou a frequentar os cultos de uma igreja. Um dia, Amy ouviu num sermão que nossos corpos são o santuário do Deus. Naquela noite, quando foi trabalhar, não podia entrar no clube, pensando naquele sermão. Ela se entregou a Cristo e foi batizada para se tornar uma cristã. Hoje, ela tem um ministério para ajudar outras mulheres a deixarem a prostituição também. O ministério dela se chama “As Amigas de Amy”.

2. Clyde, conhecido como “o homem mais malvado no estado de Texas”, foi condenado à morte pelos seus crimes e passou 12 anos no corredor da morte (em solitário), aguardando sua execução. Ele pediu um Novo Testamento para ler. Ele se converteu a Cristo e começou no processo de ser transformado por Deus. Depois de 42 anos na prisão, foi solto e passou o resto da sua vida servindo a Cristo, pregando nos presídios. Clyde morreu em Cristo e agora está aguardando a promessa da ressurreição do seu corpo que se tornará incorruptível e glorioso.

3. Maria era lésbica praticante, viciada em cachaça e entregue à magia negra. Além disso, ela ficou paralítica em um acidente, se desesperou da vida e estava revoltada com Deus. Missão impossível, alguém diria.

Mas o nosso Deus colocou dentro do ser humano o potencial para o Bem e Ele é poderoso e amoroso para operar na vida de quem O busque. Este potencial muitas vezes fica perdido dentro de nós, mas, no caso de Maria, ela encontrou um ambiente cristão onde as pessoas olharam para o que ela necessitava em vez de olhar para suas falhas. Ela, como todos nós, tinha o livre arbítrio para escolher entre o bem e o mal.

No desespero da sua situação, quando ouviu o evangelho de Jesus Cristo e Seu sacrifício de amor por ela, ficou motivada para buscar Jesus e a vida eterna e, graças a Deus, encontrou os dois! Recebeu uma nova vida em Cristo.

Tudo que Jesus Cristo fez por estes e milhões de outros, Ele quer fazer por você. Ele quer trazer você da morte para a vida. Será que você já sabe o caminho?

Se precisar de ajuda para achar este caminho, entre em contato com:

1 comment: