Bem-vindos ao Estudos Bíblicos - Joe McKinney

Estou criando este blog para colocar a disposição dos irmãos alguns dos meus estudos Bíblicos. Sinta-se à vontade para usar, citar ou repassar. Não é necessário me referenciar como autor. Peço apenas que se mudar qualquer coisa, retire meu nome do estudo. Agradeço se me mandar qualquer correção de erro em conteúdo ou gramática. Aceitarei com gratidão qualquer sugestão ou comentário para melhorar os estudos neste blog. Cada estudo terá a data da última revisão. Somos todos eternamente alunos, sempre aprendendo e aperfeiçoando nosso entendimento da Palavra de Deus.

Que Deus abençõe você e sua congregação no estudo da Palavra Sagrada.

10/03/2011

Joe Mckinney email joe.mc@comcast.net
blog endereco http://estudos-jcm.blogspot.com/

Saturday, January 15, 2011

ESBOÇOS DE SERMÕES TIRADOS DE CADA CAPÍTULO DE MATEUS 1994, 1995

ESBOÇOS DE SERMÕES TIRADOS DE CADA CAPÍTULO DE MATEUS 1994, 1995

MATEUS 01 A GENEALOGIA DE JESUS
MATEUS 02 ADORE O REI
MATEUS 03 IRA VINDOURA
MATEUS 04 TENTACAO
MATEUS 05 O SEGREDO DA VIDA FELIZ
MATEUS 06 QUEM É ESTE DEUS EM QUE CONFIAMOS
MATEUS 07 DOIS CONSTRUTORES
MATEUS 09 O EXEMPLO DE JESUS
MATEUS 10 O DISCIPULO NAO ESTA ACIMA DO SEU MESTRE
MATEUS 11 OS DESENCORAJAMENTOS DE JESUS
MATEUS 12 JESUS O MANSO
MATEUS 13 A PARÁBOLA DO FERMENTO
MATEUS 14 ONDE HA JUSTICA
MATEUS 15 QUANDO JESUS ESCANDALIZOU
MATEUS 16 QUEM É O CRISTO
MATEUS 17 A TRANSFIGURAÇÃO
MATEUS 18 A AUTORIDADE DA IGREJA
MATEUS 19 A GRAÇA DE DAR
MATEUS 20 O PECADO DE AMBIÇÃO PESSOAL
MATEUS 21 O REI E SEU REINO
MATEUS 22 PALAVRAS DURAS QUE EU NÃO GOSTARIA DE USAR
MATEUS 23 A VERDADEIRA JUSTIÇA
MATEUS 24 A VINDA DE JESUS
MATEUS 25 QUEM É JESUS
MATEUS 26 O PRESENTE DE MARIA
MATEUS 27 A CRUCIFICAÇAO
MATEUS 28 A RESSURREIÇÃO DE JESUS

MATEUS 1: A GENEALOGIA DE JESUS 
INTRODUÇÃO - Genealogias são de grande interesse para algumas pessoas, mas não para a maioria. Na leitura bíblica de iniciantes, recomendamos passar por cima ou começar em outro livro que não tem genealogias para não desencorajá-lo na leitura. É fácil pegar no sono lendo genealogias. Mas tudo que está escrito na Bíblia foi escrito por um propósito prático. Com um pouco de esforço podemos ver lições práticas até nas genealogias.  Veja Mateus 1:1-18 e note algumas:

I. A FIDELIDADE DE DEUS QUE SEMPRE CUMPRE AS SUA PROMESSAS

            A. Abraão - Gênesis 12:3 "em ti todas as famílias da terra serão abençoadas"

            B. Davi - Salmo 89 "teu descendente reinará no teu trono para sempre"

C. Israel, indo para Babilônia em cativeiro - Isaias 9: foi prometido um salvador, um príncipe da paz no trono de Davi, restauração de glória para Israel.

D. Na lista da genealogia há divisão em três grupos começando com Abraão, Davi e o cativeiro em Babilônia.  Deus fez promessas a estas pessoas naqueles tempos especiais na história. Ele prometeu fazer coisas para seus descendentes e cumpriu todas estas promessas. Assim Mateus começa seu livro com estes três grupos de exatamente 14 pessoas em cada grupo mostrando que a história não se desenvolveu por acaso, mas foi planejada e sob o controle de Deus que estava agindo para cumprir as suas promessas.

            E. Aplicação Prática
                        1. Jesus é o cumprimento das promessas de Deus
                        2. Deus sempre cumpre as suas promessas
                                   a. Marcos 16:16
                                   b. João 14:2, 3
                                   c. Mateus 16:18
                                   d. Apocalipse 2:10

II. A PROVIDÊNCIA DE DEUS

A. Escolhida a família, Deus interferiu no curso da história humana para proteger e preservar esta família e seus descendentes.
                        1. Abraão ameaçado de morte no Egito e por Abimeleque
                        2. Jacó fugindo do seu irmão que queria matá-lo
                        3. Judá em perigo de morrer da fome de sete anos
                        4. Nasom e Salmom ameaçados quando Faraó mandou matar os filhos ao nascerem
5. Davi enfrentou ursos, leões, Golias e Saul que lançou um lance, mas ele escapou. Também escapou de Absalão que o perseguiu com 12.000 soldados.
6. Exequias ficou mortalmente doente sem nenhum filho, mas Deus lhe deu mais 15 anos.  No 3° ano nasceu Manassés para preservar a linhagem.
                        7. Josias foi morto na batalha com Egito, mas deixou um filho.
                        8. Nabucodonosor destruiu Jerusalém, matando milhares, mas a família foi preservada.
                        9. Gregos e romanos mataram milhões dos judeus, mas Deus preservou esta família.

            B. Aplicação Prática: Deus protegeu a família de Cristo e hoje em dia está agindo em nossas         vidas para nos proteger e realizar a sua vontade.
1. Romanos 8:28 Coisas podem acontecer que Deus não quer, mas Ele age para nos fazer um final feliz.
2. Mateus 28:20 Deus está hoje guiando sua família na viagem da terra para o céu e nós não estamos sozinhos.
                        3. Como Deus tem protegido e guiado você na sua vida pessoal?

III. OS ESCÂNDALOS E VERGONHAS DOS ANTEPASSADOS DE CRISTO

            A. Todos estes eram pessoas erradas. Deus os castigou e condenou (se não se arrependeram)
                        1. Abraão mentiu para salvar sua própria vida entregando sua esposa a outros homens.
                        2. Jacó enganou seu próprio pai na cama da morte para roubar seu irmão da herança
                        3. Judá tinha sexo com sua nora e Perez era o resultado do incesto
                        4. Boaz era filho de Raabe, a prostituta.
                        5. Obede era o filho de Rute, de Moabe, a nação gerada pelo incesto entre Ló e sua filha.
                        6. Salomão era filho da mulher com quem Davi adulterou, matando o marido dela.
7. Abias, Jorão, Acaz, Manassés, Amom e Jeconias eram todos reis maus, rebeldes e idólatras.
                       
            B. Aplicação Prática
1. Não é o nome do seu pai que faz um homem ser grande ou importante. É o seu caráter e suas obras. O valor do homem não se depende dos seus pais, classe social, educação etc.
2. Isto acaba com qualquer preconceito racial, nacional, sexual ou social e abre a porta de grandeza a todos (Gálatas 3:26-29).
3. O convite é para todos - saem pelas estradas, para os aleijados, os cegos, os pobres, os rejeitados e os convidem para participar do banquete de Deus.
                        4. Deus está em favor dos oprimidos e prejudicados.


MATEUS 2 ADORE O REI                           

Augusto achava que o mundo pertencia a ele para conquistar e governar do seu trono em Roma.  Herodes achava que Judéia pertencia a ele para terrorizar e controlar do seu trono em Jerusalém.  Cada um, e muitos outros, foi totalmente concentrado no seu pequeno reino e seu poder como se fosse a pessoa mais importante no universo.   Foi neste momento que uma criança nasceu em uma cidadezinha insignificante num território subjugado num país que foi desprezado pelos poderosos da terra.  Ele nasceu de pais desconhecidos cujos nomes nunca apareceram nas paginas das notícias da sociedade e que tinham tão pouca influência que nem fizeram reservas nos hotéis de Belém.  Os reis entre os homens se cercaram com exércitos e conselheiros, com luxúria e esplendor. O rei Jesus nasceu e foi deitado numa manjedoura.  Augusto, Claudio, Nero e todos os imperadores que seguiram já se foram, mas Jesus ainda reina.  Ele é o rei para ser adorado.

I.  OS MAGOS VIERAM DE LONGE PARA ADORÁ-LO

            A. Vieram do oriente para Palestina, provavelmente uma viagem de semanas ou meses.

B. Quanto distancia você iria só para adorar o Rei Jesus? Quanto tempo? Quanta despesa? Quanto preparo?

C. O esforço que nós fazemos revela o valor que nós colocamos na atividade ou na pessoa.


II. JESUS É DIGNO DE SER ADORADO

            A. Os magos se prostraram e o adoraram.

            B. Todos os anjos o adoraram (Hebreus 1:6).

C. Um dia todo joelho se dobrará nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confessará que Jesus Cristo é o Senhor.

D. O fato de Jesus ser digno de ser adorado testifica da sua divindade.  Jesus é Deus.  Adoraram-se qualquer pessoa ou objeto que não é Deus, isso é idolatria.  Jesus não é apenas um anjo exaltado ou uma pessoa criada por Deus como algumas religiões ensinam.  Se fosse assim, adorá-lo seria idolatria.

III. ADORE O REI JESUS COM OFERTAS

            A. Os magos ofertaram ouro, incenso e mirra.

B. Nós oferecemos o sacrifício de louvor, que é o fruto de lábios que confessam o seu nome (Hebreus 13:15).

C. Nós oferecemos a Ele a prática do bem e a mútua cooperação, pois com tais sacrifícios Deus se compraz.  (Hebreus 13:16)

D. Nós apresentamos nossos corpos por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o nosso culto racional. (Romanos 12:1)


MATEUS 3 A IRA VINDOURA 

INTRODUÇÃO: João Batista, o profeta, a voz que clamou no deserto, preparando o caminho para Cristo, chamou o povo para o arrependimento.  Ele batizou os arrependidos no rio Jordão e lhes mandou crer naquele que viria depois dele. Quando, porém, os hipócritas foram a ele, ele recusou batizá-los e os advertiu sobre a ira vindoura de Deus.

I. FUJA DELA! (v7) Procure escapar deste castigo terrível.
            A. Quando a casa está em chamas, deve correr para fora e não para dentro.
            B. Será que alguém pode aquentar o dia quando a ira de Deus queima contra os desobedientes?
            C. Leia Isaias 63:2-6 e Naum 1:2, 3, 5, 6, 7, 12 e fuja disso.
            D. Mas como fugir?

II. PREPARE-SE COM ARREPENDIMENTO! (v2) Arrependa-se dos seus pecados.
            A. Tem que mudar seu modo de pensar, sentir, agir, etc.
            B. É necessário arrepender-se para entrar no reino de Deus
            C. Apocalipse 9:20-22 e Lucas 13:3

III. PROVE QUE SEU ARREPENDIMENTO É SINCERO (v8) Façam coisas que mostram que vocês se arrependeram.
            A. Como fé sem obras é morta, arrependimento sem fruto é morto, inútil, falso.
B. Arrependimento significa mudar a vontade, mas o resultado é mudança da vida. Não dá dizer “está arrependido, mas não vou deixar o pecado”
            C. Lucas 3:11-14

IV. NÃO CONFIE EM SI MESMO! (v9) Não pense que sua posição social ou religiosa vai lhe salvar
            A. Deus não leva em conta sua parentela, raça, nacionalidade
            B. Não existe uma classe privilegiada que não precisa arrepender-se.

V. ESTA IRA ESTÁ PERTO!   (v 10) O castigo de Deus está perto.
            A. Estar perto significa que não vai demorar
            B. Neste caso de Mateus 3, a ira vindoura era o julgamento de Jerusalém no ano 70 d.C.   quando Roma destruiu a cidade e templo.
C. Nós não sabemos quando Jesus voltará para julgar o mundo, mas ninguém tem a promessa de mais uma hora de vida.  Todos morrem (Hebreus 9:27).

VI. ESTA IRA QUEIMA COMO FOGO (10-12)
            A. Fogo aqui é uma figura para juízo ou castigo
            B. Fogo simboliza o castigo doloroso e terrível que nós queremos evitar.

VII. FUJA DA IRA PARA SER ABENÇOADO (v 11,12) Jesus quer abençoar em vez de castigar
            A. Os desobedientes serão castigados, mas os arrependidos serão abençoados
B. Em vez de batismo de fogo (castigo), os arrependidos recebem o batismo no Espírito Santo. Veja Atos 11:4, 5; 2:16, 17, 33, 38, 39.
            C. Em vez de serem queimados como palha (castigo), serão recolhidos no celeiro de Cristo (benção).

VIII. A IRA DE DEUS E DE JESUS CRISTO.  O castigo é dos dois.
            A. Deus fica irado com a injustiça, ódio, violência, imoralidade e desobediência.
            B. Jesus tem o mesmo sentimento do Pai.
                        1. É Jesus que tem sua pá na mão.
                        2. É Jesus que queimará a palha.
            C. Jesus está nos chamando hoje: "Fujam da minha ira e sejam abençoados do meu Pai".
            O que você responde?


MATEUS 4 QUANDO O TENTADOR VIER

I. A TENTAÇÃO ERA NECESSÁRIA (Jesus foi levado pelo Espírito, ou, nas palavras de Marcos, O Espírito o impeliu)
A. Jesus foi aperfeiçoado, qualificado para ser nosso sacrifício e sumo sacerdote (Hebreus 2:17, 18; 4:15, 16)
            B. A fé tem que ser provada
            C. Há um risco?   Sim, mas quem nunca entra em campo nunca será vencedor
D. Deus prova a nossa fé (1 Pedro 1:7; Tiago 1:2-4, 12,13), mas não nos tenta a pecar.  Jesus foi levado por Deus para ser tentado, mas ele não buscou a tentação e não foi tentado por Deus.

II. SATANÁS Á O TENTADOR É ele que quer nos derrubar.

            A. "Faça, ninguém vai saber"
            B. "Faça, Deus não se importa com isso"
            C. "Faça, Deus não sabe o que você precisa"
            D. "Faça, você vai sentir bem"
            E. "Faça, você só vive uma vez, aproveite a vida"
            F. "Faça, Deus quer que você seja feliz"

III. QUANDO O TENTADOR VIER A VOCÊ, DIGA: "ESTÁ ESCRITO"
            A. Conheça a Palavra de Deus
            B. Creia na Palavra de Deus
            C. Resolva antemão fazer a vontade de Deus
            D. Quando o tentador vier, lembre-se da Palavra de Deus (que é a espada do Espírito)
            E. Exemplos
                        1. Um pai manda na sua filha “não entre em carro de pessoas estranhas”
                        2. Eva conheceu, mas não creu
                        3. Ananias e Safira conheceram e creram, mas não resolveram obedecer
4. Davi conheceu, creu e resolveu antemão obedecer, mas não lembrou na hora da tentação
5. Jesus conheceu, creu, resolveu antemão obedecer e na hora da tentação se lembrou da Palavra e até citou a Palavra de Deus.


MATEUS 5 O SEGREDO DA VIDA FELIZ 

INTRODUÇÃO: Um homem do faroeste passou a vida procurando uma mina de ouro. Ele gastou tudo, deixou a família, perdeu a saúde, mas nunca encontrou o ouro. Por que não? Porque ele estava procurando no lugar errado.  Isso é triste, mas hoje em dia, milhões de pessoas estão buscando uma coisa para fazer a vida feliz, mas nunca vão encontrar o que buscam porque estão procurando no lugar errado.

Todos querem ser felizes. Somente pessoas com uma doença mental querem ser infelizes. Os ricos e os pobres, o bêbado e o sóbrio, o educado e o ignorante, o corrupto e o homem honesto - todos querem a felicidade.  Não é mal querer ser feliz na vida e ter uma vida boa que lhe satisfaz.  O problema é que tantos estão procurando a felicidade no lugar errado.  Estão procurando a felicidade nas circunstâncias da vida em vez do caráter.  Procuram na gratificação do eu em vez da rendição do eu a Deus.  Acham que a felicidade se encontra em satisfazer os desejos da carne em vez do Espírito. 
           
Todos estes se enganam e, porque estão procurando no lugar errado, passam a vida toda procurando, gastando tudo, sem nunca achar.  Jesus disse que a felicidade maior não se encontra naquilo que você tem e sim naquilo que você é. 

I.  ONDE A FELICIDADE VERDADEIRA NÃO SE ENCONTRA
A. A felicidade verdadeira não se depende nas circunstâncias físicas e materiais da vida ("Se eu conseguir comprar este carro, se eu receber este emprego, se eu tiver boa saúde”).  Milhares de pessoas com emprego, carro e saúde não são felizes e milhares sem emprego, carro ou saúde são felizes.

B. Felicidade verdadeira não se encontra na gratificação do eu ("Se eu cuidar só de mim mesmo serei feliz", ou "Eu tenho que me encontrar e me auto-realizar"). O egoísta é normalmente a pessoa mais infeliz.

C. Felicidade verdadeira não vem por satisfazer os desejos da carne ("Se isto me der uma sensação agradável, eu faço"). Drogas, sexo, alimentação ou prazer podem dar sensações agradáveis, mas estas sensações são tão temporárias e passageiras.  Depois de passar, chega à depressão, a consciência pesada, a dor, frustração ou fome, mas não a felicidade.

II. JESUS: A FELICIDADE SE DEPENDE DO SEU CARÁTER           
           
A. Jesus ensinou que a felicidade verdadeira não depende tanto nas circunstâncias da vida - o que tem, onde mora, o que conhece.  Depende do seu caráter.  Ele era muito radical nisso. Jesus não estava em favor da pobreza, doença, ignorância ou fome, mas ele reconheceu que ter ou não ter estas coisas não decide sua felicidade.  Leia Mateus 5:3-11 substituindo a palavra "bem-aventurado" por seu sinônimo "felizes" como fazem algumas traduções populares da Bíblia.
            1. Feliz a pessoa humilde
            2. Feliz a pessoa compassiva
            3. Feliz a pessoa mansa
            4. Feliz a pessoa justa
            5. Feliz a pessoa misericordiosa
            6. Feliz a pessoa pura
            7. Feliz o pessoa pacificadora
            8. Feliz a pessoa perseguida por fazer o que é certo

B. O mundo não pensa assim.  Segundo a filosofia do mundo, quanto mais você possuir, mais feliz será.  Mas Jesus disse que o humilde, compassivo, manso, etc. é quem é feliz. Nossos valores são errados. Mandamos os filhos para o colégio para aprender matemática, história, letras.  Temos cursos de atletismo, natação, balé.  Passamos a vida estudando e praticando coisas para nos desenvolver e tomar nosso lugar na sociedade, conseguir um bom emprego, e assim esperamos dar aos filhos a felicidade.

C. Mas estamos procurando no lugar errado.  Estas coisas são úteis e boas.  É ótimo ser uma pessoa educada, inteligente, informada, útil na sociedade.  Mas onde estão os cursos de humildade, mansidão, pureza?   Quantos colégios ensinam a misericórdia?  Aí está o segredo da felicidade verdadeira - no seu caráter.


MATEUS 06 QUEM É ESTE DEUS EM QUE CONFIAMOS?

"Ansiedade é um homem velho e triste que anda de cabeça para baixo carregando um pacote de penas de aves, mas que ele acha ser um pacote cheio de chumbo.”

INTRODUÇÃO - Neste capítulo, Jesus ensinou várias coisas importantes para as nossas vidas:
v.1        Não pratique as suas boas obras com o propósito de se aparecer.
v.2-18 Três exemplos disso: benevolência, oração e jejum
v. 19     Não acumule tesouros na terra e sim, no céu.
v. 24     Ninguém pode servir dois senhores.
v. 25     Não ande ansioso pela vida - que comerá, que haverá de se vestir, etc. Antes, busque em primeiro lugar o reino de Deus.

É exatamente este ponto que vamos frisar nesta lição - fé ou confiança em Deus. Às vezes lemos como mandamento que temos que confiar em Deus (e é um mandamento) e aceitamos esta responsabilidade, mas, na prática, não conseguimos. Ainda andamos ansiosos, com medo, sem segurança na certeza que Deus vai cuidar de nós no dia de ama nhá. Para ter esta fé forte, devemos nos focalizar, não em nós mesmos, mas no Deus em que confiamos. Precisamos encher os nossos corações e mentes com a grandeza e o poder deste Deus. Neste capítulo, vemos quem é o nosso Deus em que PODEMOS confiar!

I. ELE É UM DEUS QUE VÊ (v. 4, 6,18).   Ele vê as nossas boas obras, orações, dedicação, arrependimento (e também vê os nossos pecados) - tudo que fazemos em secreto, Ele vê.

II. ELE É UM DEUS QUE RECOMPENSA (v. 1, 4, 6,18)
A. Ele recompensa o bem que nós fazemos em secreto, isto é, por motivos sinceros de coração.

B. Ele recompensa publicamente ou abertamente.

C. Ele recompensa pessoalmente.  (Em grego, v.4 lê “Ele mesmo recompensa”).   Não é por acaso que somos recompensados. É uma ação pessoal e deliberada da parte de Deus. Algumas pessoas desistem de fazer boas obras porque ninguém observa ou ninguém reconhece ou porque os outros não estão fazendo, mas devemos nos perguntar - “Por que fazer boas obras? Para ser visto pelos homens ou por Deus?"

III. ELE É UM DEUS QUE GUARDA. (v 20) Nós estamos acumulando tesouros nos céus. “Eu sei em tenho crido e estou certo de que Ele é poderoso para guardar o meu depósito até aquele dia." (2 Timóteo 1:12). E os depósitos no banco de Deus não sofrem desvalorização.

IV. ELE É UM DEUS QUE SABE (v. 8, 32)
A. Ele sabe que você tem necessidades

B. Ele sabe exatamente de que necessita.

C. Ele sabe tudo isso antes que você pedir.

V. ELE É UM DEUS QUE PROVIDENCIA
A. Ele alimenta as aves (v. 26) e nos alimenta (v. 11)

B. Ele dá roupa para a erva do campo (v. 30) e também a nós (v. 30).

VI. ELE É UM DEUS QUE PERDOA (v.12,14)

VII. ELE É UM DEUS QUE LIVRA DO MAL (v. 13)

VIII. ELE É JUSTO (v33), SENHOR (v24), REI (v. 13,33), SANTO (v 9) e PAI.

IX. ELE ESTÁ NOS CÉUS E NOS LUGARES SECRETOS (v6, 18)

CONCLUSÃO - Pessoas que realmente acreditam nestes fatos a respeito a Deus conseguem coisas maravilhosas.  Elas fazem grandes sacrifícios.  Elas não se preocupam com fama ou reconhecimento.  Elas não se importam se as pessoas as acham religiosas ou não.  Elas não ficam ansiosas pensando "Quem vai cuidar de mim na minha velhice?” Elas continuam fazendo o bem, mesmo quando todos os outros desistem.  Elas nem desistem quando ninguém reconhece ou agradece o seu esforço.  Elas não têm medo do dia de amanhã.  Elas vivem uma vida de fé em Deus. 

Lembre-se que a pessoa ou a coisa em que você confia para o seu bem estar no futuro se torna o seu deus.  Quem pensa "Meu futuro está garantido pelo dinheiro que tenho no banco" - o dinheiro é seu deus.  Em outras palavras, a pessoa ou coisas que você escolher para servir se torna o seu deus, seja riqueza, seja o apoio dos homens, seja si mesmo.  Agora, quem é e como é o Deus em que você confia?



MATEUS 7 - DOIS CONSTRUTORES 

INTRODUÇÃO Jesus muitas vezes dividiu as pessoas em dois grupos:
            Mateus 12:30      Quem não está comigo é contra mim.
            Mateus 25           As nações separadas entre bodes e ovelhas, justos e injustos.
            Apocalipse 3:14-16 Eu queria que fossem quentes ou frios, mas não mornos.
            Mateus 6             Ninguém pode servir dois senhores. Tem que escolher.

Em Mateus 7, ele fala de dois caminhos, duas árvores e dois construtores para mostrar que:
            Nem todos os que passam pela vida vão encontrar a vida
            Nem todos os que dizem que têm uma mensagem de Deus são verdadeiros.
            Nem todos os que invocam o nome de Jesus serão salvos.

I. DOIS CAMINHOS Mateus 7:13-14
A. Jesus disse que a maioria normalmente não tem razão.
1. Esta foi uma lição quando Moisés mandou 12 espiões para espiar a terra de Canaã. Dez disseram que não podiam vencer e apenas dois disseram que podiam com a ajuda de Deus.  A maioria estava errada.

2. A pressão dos colegas às vezes leva os jovens a correr com a multidão e fazer o que está errado.  Se a maioria fuma, chama palavrões, usa roupa na moda, mas indecente ou pratica sexo fora do casamento, isso não significa que é certo fazer estas coisas. A maioria normalmente está errada.

3. A religião da maioria na Índia diz que é pecado tirar o excremento de uma vaca do meio da rua.  Mas é idolatria adorar a criatura em vez do Criador (Romanos 1:25)

4. A religião da maioria na Ásia ensina que Jesus é apenas um mensageiro de Deus mas não o Filho de Deus.  Mas Jesus é mesmo o Deus que se tornou carne (João 1:1-4,14).

5. A religião da maioria no Brasil ensina que nós podemos nos aproximar a Deus através de homens santos que morreram no passado. Mas Jesus é o único mediador entre Deus e os homens (1 Timóteo 2:5) e devemos orar ao Pai em nome do filho (João 14:14).

6. A maioria das denominações protestantes ensina que batismo não é necessário para salvação.  Mas Jesus disse "quem crer e for batizado será salvo" (Marcos 16:16).

7. Jesus, sozinho, morreu na cruz enquanto as multidões zombaram dele.

B. Todos nós estamos caminhando. Temos que escolher qual a porta que vamos entrar e qual o caminho vamos andar. Nós escolhemos o nosso próprio destino. É fácil se perder.  É só decidir não fazer nada.  A maioria faz isso, mas a minoria se esforça para andar no caminho estreito.

C. Qual o caminho em que você está andando?  Lembre-se, é por decisão própria sua.

II. DUAS ÁRVORES Mateus 7:15-20

A. Temos que reconhecer que há verdade e erro e podemos distinguir entre os dois.

1. Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará (João 8:32)

2. Os de Beréia buscaram nas escrituras para saber se as coisas faladas eram verdadeiras ou erradas. (Atos 17:11, 12)

B. Importa que acreditemos a verdade e não a mentira.
1. Saulo de Tarsis se dedicou a Deus - mas estava errado.  Perseguiu a Jesus com toda a sinceridade e estava perdido antes de crer em Cristo e se batizar (Atos 16).

2. Lembre se que não é a igreja que tem a verdade, mas a Bíblia.   A igreja somente tem a verdade na medida em que ela ensina o que a Bíblia ensina.  Nós seremos certos na medida em que obedecemos ao que a Palavra de Deus ensina.
                       
D. As mentiras enganam as pessoas
1. Satanás não anda em nosso redor vestido de vermelho com cabo e chifres

2. Propaganda de bebida alcoólica não mostra as mortes e famílias destruídas

3. O prazer de adultério não compensa pela miséria de traição

4. Satanás disse a Jesus -"Faça pão das pedras. Veja o mundo que pode ser seu sem sofrer. Imagine como o povo vai adorá-lo quando pular do templo sem se machucar"

5. Satanás diz a nós - "Tem que pisar nos outros para subir na vida. Você só vive uma vez, aproveite a vida. Imagine como aquele rapaz vai gostar de você se apenas baixa um pouco a sua moralidade"

E. Sabemos os verdadeiros e os falsos pelo seu fruto
1. Pelo que ensinam
a. Deuteronômio 13:1-3 Se um profeta der um sinal e o sinal se cumprir e ele diz   para servir outros deuses, não escute - ele é falso.
b. 1 João 4:1-6 Prove os espíritos para ver se são de Deus ou não. Compare o que ensinam com os ensinos dos apóstolos de Jesus.

2. Pelo que produz
a. 1 Timóteo 4:1-4
b. Jim Jones em Guiana

III. DOIS CONSTRUTORES Mateus 7:21-27

A. Mateus 7:24 - "Todo aquele, pois..." Como resultado do fato que nem todos os que professam são obedientes, é tolice:
1. construir uma usina nuclear em cima de uma falha geológica

2. subir um carro no macaco numa ladeira e entrar embaixo dele.

3. receber receita do médico e não tomar o remédio

4. construir uma casa na areia da praia.

B. Mas Jesus queria ensinar verdades espirituais usando o exemplo de conhecimento material. Veja, então, algumas lições espirituais neste exemplo:
1. A única base segura para nossas vidas é Jesus e as suas palavras.
a. Não é filosofia, a lei de Moisés, tradições de uma igreja, o Alcorão ou qualquer outra coisa humana - é somente Jesus e seus ensinos.
b. Tem que aceitar totalmente ou rejeitar totalmente. A vida cristã não pode ser como restaurante tipo Buffet - Você passa e escolhe a parte que gosta e rejeita a parte que não gosta. Ao contrário, é tudo ou nada, os discípulos perguntaram quem iremos? Só você tem as palavras da vida (João 6:68).

2. Todos nós somos construtores - do caráter, da vida, do destino.

3. Todos nós temos uma escolha de dois fundamentos - rocha ou areia.

4. Todas as construções serão testadas. A chuva, o vento e a tempestade batem contra todas. A vida tem as provações e no dia final haverá julgamento.  (2 Coríntios 5:10, 11)

5. Somente uma construção vai permanecer e sobreviver. Somente os obedientes a Jesus serão salvos.

C. Sabendo disso, por que alguns não obedecem e se salva em vez de desobedecerem e se perderem?
1. Porque não agem imediatamente. Tiago 1:22-25.
a. O homem olha no espelho e vê o que precisa fazer, talvez pense em fazer, mas não faz na hora e depois esquece o que fazer.
b. Será que na igreja nos tornamos apenas ouvintes de palestras semanais? Temos que por em prática o que ouvimos. Leve papel e caneta aos cultos e estudos para anotar coisas que pode praticar durante a semana. Senão, as coisas boas passam facilmente para o esquecimento.
c. O primeiro passo da obediência é o mais difícil e mais importante porque o perigo vem quando ouve e não age. O coração fica duro.  Se você sentir a necessidade de agir e obedecer a Deus agora, então faça agora.

2. Porque escolhem a saída mais fácil. Os rios que seguem sempre o ponto de menor resistência acabam sendo rios tortos e desviados. A mesma verdade aplica às vidas também.

3. Porque não olham para o futuro.
a. É mais agradável brincar que estudar mas depois...
b. O prazer do momento não vale a dor que vem depois.
c. Temos que escolher entre o que parece bom no momento e o que é bom em longo prazo.
d. Veja as coisas da vida na luz da eternidade

CONCLUSÃO Como sua vida fica na luz da eternidade? Se souber o que é certo, faça agora!


MATEUS 8 OS MILAGRES DE JESUS 
(UMA COMPARAÇÃO ENTRE JESUS, OPERADOR DE MILAGRES, E OS CURANDEIROS ATUAIS)

I. O CONTEÚDO NO CAPÍTULO

A. O leproso - “Senhor, se quiser, pode purificar-me."
     Jesus -"Quero, fique limpo" - tocou nele e imediatamente o leproso ficou limpo. “Não diga a ninguém; vai mostrar-te ao sacerdote".

B. O centurião - “Meu criado está sofrendo, paralítico"
     Jesus “Irei curá-lo"
     O Centurião - “Não sou digno de que entre na minha casa. Só mande a palavra."
      “Jesus -” Que fé!  Vá, ele está curado (naquela mesma hora) conforme a sua fé".

C. A sogra de Pedro com alta febre
     Jesus a tocou, a febre saiu Ela se levantou e passou a servi-los

D. Curou todos os doentes (com uma palavra)

E.  Acalmou a tempestade, repreendeu os ventos e o mar

F. Dois endemoninhados, vivendo entre os sepulcros, violentos.
    Jesus ordenou - "Saia"
   Os endemoninhados saíram e entraram em porcos que correram para o mar e se destruíram.

II. VEMOS NESTES MILAGRES ALGUMAS CARACTERISTICAS IMPORTANTES QUE DISTINGUEM JESUS DOS CURANDEIROS DE HOJE EM DIA

A. Seus milagres e curas foram feitos de uma maneira simples, sem aquele sensacionalismo.  Ele não precisava criar um ambiente de circo.  Sem conjunto de som ou músicas para excitar as emoções das pessoas para serem curadas.  Sem gritar e dançar - Jesus tocou no leproso, falou a palavra ao centurião, tocou na sogra de Pedro, falou à tempestade e mandou nos demônios.  Tudo na maior calma, sem qualquer "show".

B. Seus milagres e curas eram imediatos - o leproso, o criado (naquela mesma hora), a tempestade e os demônios.  Não lemos que naquela hora a pessoa começou a se sentir melhor e 3 meses mais tarde recebeu alta do médico.  Tudo foi feito por completo e imediatamente.

C. Ele não pediu dinheiro.  Ele não construiu um poço de curas como alguém fez em São Paulo onde convidam pessoas para jogar o seu dinheiro.  Não anunciou curas de $CR 1.000, 5.000 e 10.000 como em Recife.  Não cedeu moedas milagrosas por “uma oferta voluntária” como alguns hoje em dia.  Jamais lemos nenhuma palavra sobre dinheiro nas curas de Jesus.  Ele não passou a bandeja.   É verdade, ele mandou o leproso ao sacerdote e lá, conforme a lei de Moisés, o leproso teria que oferecer uma ovelha como sacrifício, mas nada entrou na bolsa de Jesus.

D. Suas curas não eram de doenças "psicomáticas".  Hoje, os médicos dizem que 90% das doenças são psicomáticas.  Isto não quer dizer que são imaginárias, mas que são produzidas ou controladas pelo subconsciente ou pensamentos.  Pode ser que lepra tem fatores mentais que ajudam a resistir a doença mas a cura imediata não .  O criado, sendo paralítico, talvez pudesse ser ligado ao subconsciente e também a febre alta, mas com certeza a tempestade não sofreu de qualquer doença psicomática.  Quando os endemoninhados foram curados, os demônios entraram nos porcos no momento da cura mostrando que não era doença psicomática.  A corrida dos porcos era prova da libertação invisível dos endemoninhados.

E. Seus milagres foram feitas em grande variedade.  Jesus curou todo tipo de doença e acalmou a tempestade.  Ele não tinha "um truque especial".  Mateus 11:4 diz que "Os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos são ressuscitados e aos pobres está sendo pregado o evangelho."

F. Seus milagres nem sempre dependiam da fé da pessoa curada.  O leproso expressou fé.  O centurião expressou fé (mas não o criado).   A tempestade (obviamente) e os endemoninhados nem conheciam quem era Jesus.  O poder não era o poder de fé, não era o poder de pensamento positivo, e sim, poder divino.  A diferença entre as obras de Jesus e os curandeiros de hoje é como a diferença entre dia e noite.


CONCLUSÃO: Jesus não chamou os seus discípulos a uma vida de lazer, conforto e prosperidade material. Muito pelo contrário. Ele disse: "Não me segue por causa das curas ou na esperança de receber uma bênção material. "As raposas tem os seus covis e as aves do céu ninhos, mas o filho do homem não tem onde reclinar a sua cabeça." Quem atraiu seguidores verdadeiros desta maneira? Foi Jesus Cristo, o Filho de Deus. Siga a Ele!


MATEUS 9 O EXEMPLO DE JESUS

INTRODUÇÃO 
Jesus nos deu um exemplo de vida para seguirmos:
            1 Pedro 2:21 Cristo nos deixou exemplo para seguirmos os seus passos
            João 10:4 Cristo, o bom pastor, vai adiante e as suas ovelhas o seguem      
            João 13:15 Eu lhes dei o exemplo para que como eu fiz, façam vocês também.
            Romanos 13:14 Revesti-vos do Senhor Jesus
            Filipenses 2:5 Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus
            1 Tess 1:6 Vocês se tornaram imitadores do Senhor
            1 João 4:17 Segundo Cristo é, também nós somos neste mundo
Veja o exemplo de Jesus em Mateus 9:

I. ELE GLORIFICOU O PAI (vs 1-8)
A. Na cura e perdão do paralítico, v. 8 - "Vendo isto, as multidões glorificaram a Deus dizendo - "Jamais vimos coisa assim" (veja Marcos 2).

B. Quando Jesus fazia maravilhas, o resultado era glória para o Pai. Ele não buscou glória para si mesmo.  Ele não disse - "Veja o que eu fiz".
1. João 8:50 "Eu não procuro a minha própria glória."
2. João 5:41 "Eu não aceito glória que vem dos homens"
3. João 5:19 “O filho nada pode fazer de si mesmo senão somente aquilo que vir fazer o Pai"

C. A mesma coisa deve ser visto em nós: "Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai que está nos céus" (Mateus 5:16).

II. ELE AMOU OS PECADORES (vs 9-13)
A. Jesus chamou, atraiu e aceitou os pecadores - os sujos, rejeitados, desprezados e escandalosos da sociedade.  Não tinha medo de se contaminar.  Ele não recebeu o apoio dos líderes religiosos nisso, mas ele os amou.

B. A mesma coisa deve ser visto em nós. Não passe a sua vida nas reuniões dos cristãos. Saia pelo mundo fora e toque nos pecadores. Convide-os para seguir a Jesus também.

III. ELE NÃO DEIXOU OS CRÍTICOS, DESCRENTES E ZOMBADORES DETÊ-LO DA SUA MISSÃO E DAS SUAS BOAS OBRAS (18,23-26; 32-35).

A. Quando disse que ia ressuscitar a filha do chefe, o povo ria-se dele.  Mas Jesus continuou e a ressuscitou.

B. Quando expeliu o demônio, os fariseus murmuravam e o acusaram de fazer pelo poder dos demônios.  Mas o próximo versículo diz que “percorria Jesus todas as cidades ensinando nas sinagogas e pregando o evangelho do reino e curando toda sorte de doença." Ele não parou só porque foi mal entendido, porque alguns questionavam os seus motivos ou porque houve oposição.

C. A mesma coisa deve acontecer conosco.  Quem estamos servindo?  Deus ou homens? Se você está servindo só os homens, quando os homens não gostam de você, você vai parar. Alguns desistem de trabalhar para o Senhor porque outros os criticam.  Mas Jesus não fez assim.

IV. ELE MOSTROU COMPAIXÃO, MISERICÓRDIA E AMOR (27-31, 19-22, 36-38)
A. Os cegos - “Tem compaixão de nós, filho de Davi”

B. A mulher com hemorragia - Ele estava indo para um lugar, mas parou para ajudar (não como o levita e sacerdote).

C. Vendo as multidões aflitas e exaustas, ovelhas sem pastor, Jesus se compadeceu deles.

D. A mesma coisa dever ser em nós.  Existem ao seu redor muitas pessoas que precisam da sua compaixão.  Não seja ocupado demais para parar e ajudar.  Siga o exemplo de Jesus.


MATEUS 10 - O DISCÍPULO NÃO ESTÁ ACIMA DO SEU MESTRE 

I. COMO LER A BÍBLIA Este capítulo apresenta alguns exemplos sobre como deve e não deve ler e entender a Bíblia. O problema não é de interpretação mas de entendimento. Tudo deve ser lido e entendido dentro do seu próprio contexto. Nem tudo que Jesus disse aos seus discípulos aplica a nós hoje em dia.

A. Não vão aos gentios, não entrem nas cidades dos samaritanos, dêem preferência aos judeus. (Versos 5 e 6)
1. Por que esta discriminação?  Isso aplica a nós hoje em dia?

2. Uma boa idéia é, quando está lendo a Bíblia e encontra coisas assim que não entende, anote num caderno e veja como, mais tarde, na leitura de outras partes da Bíblia, você vai ver facilmente as respostas.

3. Neste caso, lendo em Romanos 1:16, aprendemos que na ordem de Deus, conforme o seu plano, o evangelho foi primeiro para os judeus e depois para os gentios.  Mateus 28:19, Jesus enviou os discípulos para fazer discípulos em todas as nações.  Não, Deus não tem acepção de pessoas. Jesus morreu por todos e planejou para este evangelho ser espalhado por todo o mundo.

B. “De graça recebestes, de graça dai... digno é o trabalhador do seu alimento." (versos 8,9 e 10)
1. Algumas pessoas recusam sustentar evangelistas e outros cobram pelos seus serviços (uma igreja foi multada por SUNAB por cobrar excessivamente para fazer casamentos).

2. Alguns pastores e obreiros dizem "Só prego se me pagar x em dinheiro" e outros pregam por nada, mas aceitam qualquer ajuda financeira.

3. Um pastor fez coleta, não achou suficiente e mandou trancar as portas até receber a quantia desejada.

4. Jesus mandou não cobrar nada por seu serviço, faça tudo de graça. Mas aceita ajuda financeira dos que você serve.

C. Sedes símplices como as pombas.  (verso 16)
1. Uma pessoa me disse - “Está vendo? Pombas têm penas pela asa toda, então o crente tem que andar de camisa com manga comprida".

2. Isso é tão fora do contexto que ficamos sem resposta.

D. Quando preso, não prepare defesa. O Espírito Santo dará as palavras na hora. (verso 19)
1. Disso, uma pessoa me disse - "Está vendo? O pregador não deve estudar ou preparar a sua mensagem antes de pregar. É só ficar em pé e falar o que o Espírito    coloca na boca."

2. De novo, não há como responder a isso.

II. O DISCÍPULO NÃO ESTÁ ACIMA DO SEU MESTRE v 24
A. Quem segue a Jesus deve esperar o mesmo tratamento que Jesus recebeu. E qual foi?
1.  Rejeitado v14
2.  Como ovelha no meio de lobos v16 
3.  Preso, acoitado e julgado v 17
4.  Odiado v 22
5.  Perseguido e caçado v 23
6.  Acusado falsamente v 25
7.  Morto v 28

B. Mas também:
1.  O cuidado do Pai vv 30,31
2.  O reconhecimento do Pai v 32
3.  A vida do Pai v 39
4.  A honra do Pai v 40


MATEUS 11 OS DESENCORAJAMENTOS DE JESUS

INTRODUÇÃO
O caráter do homem se manifesta quando ele fica sob pressão, sofre decepções, perseguições ou desencorajamentos.   Assim aconteceu com Jesus. Ele se esforçou tanto.  Ele se deu totalmente, cansado, atendendo às multidões, ensinando, sabendo da urgência da sua missão, e agora neste capítulo, ele viu alguns resultados ruins. Por exemplo:

I. AS DÚVIDAS DE JOÃO BATISTA vv 1-15 
A. Isto não seria uma coisa inédita - os 12 discípulos passaram 3 1/2 anos com ele e viram os milagres, mas ainda não creram na sua ressurreição.  João foi um homem disciplinado, duro, até severo, mas foi preso por Herodes porque falava a verdade com coragem.  João profetizou de Jesus - “o machado está posto à raiz da árvore... sua pá ele tem na mão... Jesus vai julgar!” Na sua cela da prisão ele não estava ouvindo notícias do poder e vitórias de Jesus.  Ele ficou impaciente!   Que aconteceu?   Ele não entendeu.   Talvez achasse motivo de tropeço em Jesus. Talvez mandasse a mensagem esperando provocar Jesus para entrar no juízo.

B. De qualquer forma, João levou as suas dúvidas ao lugar correto - a Jesus.

C. Como Jesus reagiu às dúvidas?   Ele não mudou o plano, não destruiu algumas cidades para aliviar as preocupações de João.   Em vez disso, Jesus re-enfatizou o propósito do seu ministério. Ele disse em efeito: "Tudo está indo conforme o plano. Seja paciente e creia."

II. UM POVO IRRACIONAL vv 16-19

A. O povo não entendeu o significado dos acontecimentos.   Surdos à mensagem de João e Jesus, eles reclamavam de uma simples diferença no estilo de João e Jesus. João era severo, duro, ascético - não era como Jesus.  Jesus era manso, amoroso, social - não era como João. O povo era como crianças: só queriam se divertir. Uma queria brincar de casamento, a outra queria brincar de enterro. Eles começaram brincando de enterro, mas não gostaram e brincaram de casamento.

B. Nada satisfaz a pessoa que não quer ser satisfeita.  Mas Jesus e João tinham razão. João era o último dos profetas, rude e solitário. Jesus trouxe uma nova ordem de liberdade e de justiça social.

III. A DESCRENÇA DAS CIDADES vv 20-24 
A. As cidades que receberam mais atenção, mais ensinamentos e mais curas, não se arrependeram.  Jesus foi rejeitado em Nazaré e recebido bem em Cafarnaum, mas depois que mandaram todos os seus doentes a ele para serem curados, estas cidades não se arrependeram dos seus pecados como ele mandou.

B. Com mais oportunidade vem maior responsabilidade. Quem rejeita o amor e a misericórdia, vai receber julgamento.

4. COMO JESUS SUPORTOU O DESENCORAJAMENTO vv 25-30
A. Ele deu graças ao Pai.   Esta é a resposta de fé, sincera e profunda. Olhar para o chão significa depressão e derrota.  Olhar para cima significa esperança e forca.   Em tudo deve poder dar graças. Se Jesus, nestas circunstâncias, achou motivos para dar graças, nós também temos, nos momentos difíceis da nossa vida.

B. Agradeceu que, entre tanta descrença, alguns creram.

C. Agradeceu pelo fato de Deus sempre ter razão.  O objetivo do evangelho é tirar o "eu" do trono da vida e colocar Deus lá. O evangelho não será atraente para os orgulhosos e os auto-suficientes. Ele não é algo que se alcança apenas com a sabedoria humana.  É para todos e não somente para os intelectuais. O evangelho, segundo o plano justo de Deus é para os humildes de coração.

D. Quando foi rejeitado pelos homens, Jesus se lembrou que só Ele podia ajudá-los, então deu o convite mais lindo de todos.   As dúvidas, a descrença, a falta de seriedade e compreensão só aumentaram seu amor e a sua compaixão por eles.   O convite mais suave (11:28-30) vem dentro do contexto do desencorajamento.

V. COMO VOCÊ DEVE SEGUIR ESTE EXEMPLO DE JESUS?


MATEUS 11 OS DESENCORAJAMENTOS DE JESUS

INTRODUÇÃO
O caráter do homem se manifesta quando ele fica sob pressão, sofre decepções, perseguições ou desencorajamentos.   Assim aconteceu com Jesus. Ele se esforçou tanto.  Ele se deu totalmente, cansado, atendendo às multidões, ensinando, sabendo da urgência da sua missão, e agora neste capítulo, ele viu alguns resultados ruins. Por exemplo:

I. AS DÚVIDAS DE JOÃO BATISTA vv 1-15 
A. Isto não seria uma coisa inédita - os 12 discípulos passaram 3 1/2 anos com ele e viram os milagres, mas ainda não creram na sua ressurreição.  João foi um homem disciplinado, duro, até severo, mas foi preso por Herodes porque falava a verdade com coragem.  João profetizou de Jesus - “o machado está posto à raiz da árvore... sua pá ele tem na mão... Jesus vai julgar!” Na sua cela da prisão ele não estava ouvindo notícias do poder e vitórias de Jesus.  Ele ficou impaciente!   Que aconteceu?   Ele não entendeu.   Talvez achasse motivo de tropeço em Jesus. Talvez mandasse a mensagem esperando provocar Jesus para entrar no juízo.

B. De qualquer forma, João levou as suas dúvidas ao lugar correto - a Jesus.

C. Como Jesus reagiu às dúvidas?   Ele não mudou o plano, não destruiu algumas cidades para aliviar as preocupações de João.   Em vez disso, Jesus re-enfatizou o propósito do seu ministério. Ele disse em efeito: "Tudo está indo conforme o plano. Seja paciente e creia."

II. UM POVO IRRACIONAL vv 16-19

A. O povo não entendeu o significado dos acontecimentos.   Surdos à mensagem de João e Jesus, eles reclamavam de uma simples diferença no estilo de João e Jesus.    João era severo, duro, ascético - não era como Jesus.  Jesus era manso, amoroso, social - não era como João. O povo era como crianças: só queriam se divertir. Uma queria brincar de casamento, a outra queria brincar de enterro. Eles começaram brincando de enterro, mas não gostaram e brincaram de casamento.

B. Nada satisfaz a pessoa que não quer ser satisfeita.  Mas Jesus e João tinham razão. João era o último dos profetas, rude e solitário. Jesus trouxe uma nova ordem de liberdade e de justiça social.

III. A DESCRENÇA DAS CIDADES vv 20-24 
A. As cidades que receberam mais atenção, mais ensinamentos e mais curas, não se arrependeram.  Jesus foi rejeitado em Nazaré e recebido bem em Cafarnaum, mas depois demandar todos os seus doentes a ele para serem curados, estas cidades não se arrependeram dos seus pecados como ele mandou.

B. Com mais oportunidade vem maior responsabilidade. Quem rejeita o amor e a misericórdia, vai receber julgamento.

4. COMO JESUS SUPORTOU O DESENCORAJAMENTO vv 25-30
A. Ele deu graças ao Pai.   Esta é a resposta de fé, sincera e profunda. Olhar para o chão significa depressão e derrota.  Olhar para cima significa esperança e forca.   Em tudo deve poder dar graças. Se Jesus, nestas circunstâncias, achou motivos para dar graças, nós também temos, nos momentos difíceis da nossa vida.

B. Agradeceu que, entre tanta descrença, alguns creram.

C. Agradeceu pelo fato de Deus sempre ter razão.  O objetivo do evangelho é tirar o "eu" do trono da vida e colocar Deus lá. O evangelho não será atraente para os orgulhosos e os auto-suficientes. Ele não é algo que se alcança apenas com a sabedoria humana.  É para todos e não somente para os intelectuais. O evangelho, segundo o plano justo de Deus é para os humildes de coração.

D. Quando foi rejeitado pelos homens, Jesus se lembrou que só Ele podia ajudá-los, então deu o convite mais lindo de todos.   As dúvidas, a descrença, a falta de seriedade e compreensão só aumentaram seu amor e a sua compaixão por eles.   O convite mais suave (11:28-30) vem dentro do contexto do desencorajamento.

V.. COMO VOCÊ DEVE SEGUIR ESTE EXEMPLO DE JESUS?


MATEUS 13 A PARÁBOLA DO FERMENTO

INTRODUÇÃO 
São quatro palavras chaves nesta parábola: reino - fermento - escondeu - tudo levedado

I. REINO 
A. Destas 4, reino é a mais difícil para nós hoje em dia.  De fato, a idéia de um reino ou monarquia já não é muito atraente para a maioria. Quando os brasileiros tiveram chance de escolher o sistema do governo presidencialismo, parlamentarismo ou monarquia) o menos votado foi monarquia. Talvez seja o espírito de democracia - nós não queremos um homem controlando nossas vidas. Queremos fazer nossas próprias decisões.  Temos medo de ditaduras como do passado. Talvez porque os reinos no mundo se tornaram tão raros, e os que ainda persistem, como de Inglaterra, parecem como piadas às vezes: Os escândalos na família real (Príncipe Charles e Lady Diana, Rainha Elizabete), suas vidas de luxúria no meio de pobreza e falta de boa liderança na política, na social, na religiosa. Então é difícil para nós hoje em dia pegar bem o conceito de reino como os antigos entenderam.

B. Mas a idéia do reino é fundamental na Bíblia. Talvez o mais perto hoje em dia esteja nos filmes - Guerra nas Estrelas. O Império, Darth Vader. O Lado das Trevas. Uma potência, neste mal, dominando o universo por força. Pense na palavra "Império". Provavelmente para a maioria, é uma palavra muito negativa. Imperialismo - quase um palavrão. Mas é assim. Imperialismo = os fortes dominando e subjugando os fracos. Fala de conquista, escravidão domínio, poder. Como é que os impérios deste mundo crescem? Por conquista, poder militar, tratados políticos, comprando e vendendo povos e nações, riqueza. Esta é a verdade.

Mas a Bíblia fala de dois reinos ou impérios. Colossenses 1:13. O Reino de Jesus não é como os reinos deste mundo, nem como o império das trevas. Seu propósito é conquista. O alvo e desejo de Jesus é nada menos que dominar totalmente no coração de todo ser humano.

II. FERMENTO
A. Mas seus métodos são diferentes.
"Não por força, nem por violência mas pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos.
Romanos 1:16 O evangelho é o poder de Deus para salvação
O reino de Jesus se caracteriza por uma influência interior que converte e transforma a pessoa e assim a sociedade e esta influência é altamente contagiosa. Jesus disse que é semelhante a fermento.

B. O reino de Jesus Cristo cresce, conquista, chega a dominar e transformar na mesma maneira que fermento faz dentro de um pouco de massa. Se pegar um pouco de massa e disser 'Vou fazer crescer esta massa. "Vou fazer expandir." Esticando - batendo- mandando- gritando - ameaçando - jogando. Ela não cresce. Ainda é uma bola de massa. Mas com a tecnologia moderna, temos ferramentas que não tinha antes- bomba de ar. Mas ainda não cresce.

Como fazer crescer? Colocar um pouco de fermento por dentro. Misture - até penetrar bem e espalhado. E deixe. O fermento começa a trabalhar. Depois de crescer -coloca no forno e "Presto - um pão!" O que estava dentro que fez a massa crescer? Fermento

Assim é o reino de Deus. Colocar a palavra, O Espírito, Cristo nos corações de um grupo de pessoas. Deixe. Daqui um pouco coisas começam a acontecer. Há crescimento. Transformação. O reino está expandindo na sua conquista do mundo.

III. ESCONDIDO
A. O fermento faz o seu trabalho sem chamar atenção a si mesmo, silenciosamente
1 Tessalonicenses 4:11,12 diligenciardes por viver tranqüilamente, cuidar do que é vosso, e trabalhar com as próprias mãos como vos ordenamos; de modo que vos porteis com dignidade para com os de fora e de nada venhais a precisar.
1 Pedro 3:1-4 Mulheres ganhando seus maridos descrentes pelo seu honesto comportamento, cheio de temor e seu espírito manso e tranqüilo

B. O fermento trabalha no interior e não no exterior.
Mateus 15:8, 11, 18,19 

IV. TUDO LEVEDADO
O fermento é contagioso
João 1:41-44 André foi correndo para dizer a Pedro.
João 4:25, 26 A mulher samaritana foi correndo para contar a cidade toda.

V. Coisas que aprendi tentando fazer pão:
A. Fermento precisa de calor. Não cresce na geladeira.
Aplicação para a igreja?
A palavra não transforma um coração frio? Uma igreja fria tem pouca influência?
Perseguição fez a igreja crescer. (Jerusalém, Ásia, Europa)? A palavra, O Espírito, Cristo - tudo foi colocado nos corações de um grupo de pessoas. Deus os deixou ficar em favor do povo um pouco. Depois aplicou o calor. A igreja cresceu.

B. Se ficar quente demais, pode matar o fermento
Quando é quente demais? Trata-se de perseguição ou provação, nunca é quente demais porque Deus limita as provações 1 Co 10:13.

CONCLUSÃO
Deus coloca seu Espírito em nós para nos transformar.
Deus nos coloca no mundo para transformar o mundo.
Nisto, o reino dos céus está crescendo em que mais e mais pessoas estão se submetendo mais e mais à vontade e domínio do rei Jesus.

Um exemplo: Charles Darwin visitou a Ilha Del Fuego e escreveu que o povo da ilha era sem redenção, violento, imoral e totalmente decadente. Anos depois teve ocasião de visitar a mesma ilha e achou um povo manso, amoroso, que vivia em decência e em ordem respeitando uns aos outros. Que fez a diferença? Nos anos entre as visitas, um grupo de missionários de Inglaterra levou o evangelho à ilha. Quando Darwin chegou à Inglaterra, ele mandou uma grande contribuição à sociedade missionária que enviou os obreiros para pregar na ilha.

O evangelho transforma pessoas e pessoas transformadas transformam a sociedade. Isto está ainda acontecendo. A pergunta é onde você fica nesta história. Em qual império você está trabalhando?  Só tem 2 reinos no mundo espiritual - Das trevas e de Jesus. Se você está no reino de Jesus, está sendo fermento? Está fazendo o reino crescer? Se não está no reino de Cristo ainda, porque não?


MATEUS 14 ONDE HÁ JUSTIÇA?

INTRODUÇÃO
Neste capítulo lemos da morte de João, a multiplicação dos pães, Jesus andando em cima da água. Mas agora vamos analisar o texto um pouco para ler as linhas entre os grandes milagres. Em Mateus 14 João foi morto porque tinha coragem para pregar arrependimento ao rei Herodes. Este João era amigo, parente, colega, homem de Deus, sofrendo nas mãos do perverso. Imagine os sentimentos de Jesus na hora de saber que ele foi decapitado. O que passou por sua cabeça? Como ele encarou esta injustiça? De fato, alguém podia perguntar: “Onde há justiça nisso? Será que o mal sempre vai vencer o bem? Mas veja a reação de Jesus!

I.  ELE FOI FALAR COM O PAI, SOZINHO vv14, 23.

II. ELE CONTINUOU SERVINDO OS OUTROS, FAZENDO O BEM, OBEDECENDO A DEUS.

A. Em v14 a multidão o seguiu, a maioria por interesse (querendo curas e bênçãos materiais) "Que pessoas indignas!" Onde estava a simpatia? Por que não podiam deixar ele em paz um pouco depois dele ouvir da morte do seu amigo? Mas não:" Nos queremos curas". Sempre era e será assim: os seguidores exigem demais dos seus líderes. Ele podia ter dito: “Vocês não         sabem que eu tenho meus problemas também?" Mas não era assim. Jesus os curou. Jesus os alimentou.

B. Muitos já recusaram se arrepender, mas Jesus ficou dando, dando, dando, com compaixão. É assim que pessoas foram transformadas - pregando e praticando bondade e justiça. Falando e mostrando a vida de lá em cima. Se Jesus estivesse fazendo o bem só para ganhar popularidade ou só para influenciar o povo, teria desistido! Mas não desistiu.

C. Jesus é bondoso, misericordioso, compassivo por natureza.  Nem todos foram transformados pelo seu exemplo, mas quem foi transformado foi como resultado do seu ensino e exemplo. Nisto vemos o amor verdadeiro: a mãe que ama seu filho fica dando, amando, cuidando, se importando, mesmo quando o filho é ingrato, ignorante, e imaturo. É este amor que boas mães transmitem para suas crianças que as faz ser boas pessoas. Vivendo na presença deste amor, as crianças aprendem amar. Vivendo com Jesus, aprendemos a ser como ele.

III. E VOCÊ? 
A. Na hora da sua tristeza, para onde você vai?

B. Você tem este amor para com os outros? Este amor faz que você continue ajudando e servindo mesmo quando gostaria de escapar de tudo e ficar só?

C. Você continua fazendo o bem, mesmo quando os outros não merecem, ou não apreciam?

D. Como Deus está usando você para transformar o mundo? Você está ensinando e demonstrando a vida cristã ao mundo?



MT 15 QUANDO JESUS ESCANDALIZOU

INTRODUÇÃO
1. As palavras de Jesus escandalizaram os fariseus (v12)

2. Escandalizar quer dizer “fazer tropeçar" e é traduzida da palavra grega” scandalizó". Às vezes, é traduzido “ofender"

3. Leia Mateus 18:6-8, notando a mesma palavra usada 6 vezes, “fizer tropeçar... escândalos... escândalos... escândalo... faz tropeçar... faz tropeçar..." Neste trecho, escandalizar, ou fazer tropeçar, é totalmente ruim e condenado. Mesmo assim, Jesus, em Mateus 15, fez tropeçar - ele escandalizou com suas palavras. Por que é ruim escandalizar os pequeninos na sua fé ou mesmo fazer tropeçar a si mesmo na sua vida cristã, mas Jesus era certo escandalizando os fariseus?

I.  JESUS ESCANDALIZOU OS HIPÓCRITAS (vv1-12) 
A. A tradição dos anciãos dos judeus era de lavar as mãos antes de comer, não por razões de higiene mas como cerimônia religiosa. Jesus não fez isto (pelo menos esta vez).  Quando o perguntaram por que, Jesus respondeu com uma acusação. Eles recusaram ajudar os pais, declarando que o seu dinheiro tinha sido dedicado ao Senhor ou “Corban". Jesus os acusou de hipocrisia nisto.

B. Jesus não cedeu ao erro e hipocrisia só para manter a paz e ser agradável a todos. O hipócrita, orgulhoso, cego pela dureza do seu coração precisava cair ou tropeçar.  A reação de Jesus não era - “Eu sinto muito” ou" Vou pedir desculpas "" Deixe-os, são cegos e guias de cegos”

II. QUAL A RAZÃO QUE JESUS OS ESCANDALIZOU? (v10)
A. A razão que Jesus escandalizou os fariseus (v10) era que ele queria anular a influência má deles para proteger o povo dos erros e a falsidade deles.

B. Jesus, com uma palavra, curou os cegos fisicamente (eles não tinham culpa por ser cegos).
Mas Jesus não estendeu a mão para curar os cegos espirituais.  (Ele estendeu as suas mãos para curar estes na cruz).

C. Houve guias cegos e seguidores cegos. 
Os guias cegos tinham conhecimento, mas não queriam obedecer. Estes não tinham esperança.
Os seguidores cegos eram ignorantes, mas não queiram permanecer cegos. Estes tinham esperança.

III. QUAL O PROBLEMA EM GUARDAR TRADIÇÕES?
A. Jesus atacou as tradições aqui, mas não há problema em guardar tradições. (por exemplo: Dia de Ação de Graça, Bênção papai, ajoelhar entrando no prédio da igreja para adorar, etc.).

B. O problema vem quando:
         1. Ensinarmos tradição como doutrina (v9) exigindo que todos sigam nossa tradição, condenando quem não faz.

         2.  As tradições anulam o mandamento de Deus (exemplo, declarar nosso dinheiro "Corban”, ou dedicado ao Senhor, como pretexto para não sustentarmos nossos pais, não curar no sábado, etc.).

IV. UMA APLICAÇÃO PRÁTICA
A. Religião verdadeira é do coração (vv17-20). Pode cumprir todas as tradições, guardar todas as cerimônia e rituais, assistir o culto todo domingo, mas se o seu coração está cheio de coisas ruins, sua religião se torna a ser apenas religiosidade e está tudo em vão.

B. Religião verdadeira é do coração.  Não quer dizer que só por ser sincero, está certo. Deus tem mandamentos para serem obedecidos.  Mas o coração bom quer fazer a vontade de Deus.


MATEUS 16 - QUEM É O CRISTO?

Esta é a pergunta mais importante na sua vida. Cristo quer dizer "Messias" e Messias se entende do Velho Testamente. Cristo = Messias = Ungido = Rei.

Pelas profecias, o messias seria a esperança de Israel. Em João 4:25, lemos "quando vier o Messias, Ele nos anunciará todas as coisas". “O Messias vem”, "Quando o Messias vier”: estas frases mostram a esperança que o povo tinha em tempos difíceis, seja cativeiro, sofrendo injustiça, violência, imoralidade, derrotado pelos inimigos, seno destruído pela natureza, castigado por Deus. "Que tem o futuro para nós? Onde está nossa esperança?" A resposta era, "Levante a cabeça, o Messias vem! Ele será o fim de nossa vergonha e das nossas dificuldades."

Mas quem é este Messias? É Jesus (Mateus 16:16). Ele é a esperança de Israel, a salvação, a solução dos problemas. Ele veio, mas não somente para Israel. Ele é o Cristo - ele é nosso Messias também. Ele é aquele que satisfaz as nossas necessidades e resolve os nossos problemas. Seus nomes na Bíblia enfatizam isso: Veja como ele foi chamado, conforme as necessidades do povo:

1. Você está faminto?  Ele é O PÃO DA VIDA (João 6:35, 51)
2. Você se sente fraco, instável, puxado por todo vento, incapaz de construir uma vida? Ele é A ROCHA (Mateus 16:18, I Coríntios 3:11)
3. Está doente, aleijado, sofrendo? Ele é O GRANDE MÉDICO (Mateus 9).
4. Condenado devido ao seu pecado?  Ele é O ADVOGADO (1 João 2:1)
5. Perdido num mundo de trevas? Ele é A LUZ DO MUNDO (João 8:12)
6. Velho, já vendo à hora da separação dos amados? Ele é A RESSURREIÇÃO E A VIDA (João 11:25)  
7. Cansado, ameaçado, abusado, sem defesa contra inimigos? Ele é A PORTA DO APRISCO (João 10:7, 9).
8. Você não entende o porquê da vida? Ele é A SABEDORIA DE DEUS (1 Coríntios 1:24).
9. Você é pobre, buscando algo na vida de valor? Ele é A PÉROLA DE GRANDE PREÇO. (Mateus 13:46).
10. Precisa de proteção no mundo mal?  Ele é O BOM PASTOR (João 10:11, 14).
11. Você está só, sentindo o peso da vida e precisa de alguém que compreende, simpatiza, escute, aconselha? Ele é O CONSELHEIRO MARAVILHOSO (Isaias 6:9).
12. Não sabe de onde vem, pra onde vai, como chegar lá, sem destino, sem rumo, sem direção, perdido?  Ele é O CAMINHO (João 14:6).
13. Preocupado com guerra, inflação, ódio, assalto, brigas em casa? Ele é O PRÍNCIPE DA PAZ. (Isaias 6:9).
14. Cansado de mentiras, promessas quebradas, infidelidade?  Ele é A VERDADE (João 14:6).

E mais...  O mestre (João 13:13)... Senhor (Efésios 4:4-6)...  Palavra de Deus (João 1:1, 14)...  Mediador (I Timóteo 2:5)... Cordeiro de Deus (João 1:27)... Profeta maior que Moisés (Atos 3:22, 23)...  Apóstolo de Deus (Hebreus 3:1)...  Autor da Salvação (Hebreus 12:1, 2)... Sumo Sacerdote (Hebreus 3:1)...  Expressão exata do Ser de Deus (Hebreus 1:3)...   Rei dos Reis (Apocalipse 19:16).
Mas o mais importante que tudo isso, Jesus é o Salvador.

Os judeus precisavam e queriam ajuda. O Messias veio e os trouxe a ajuda que precisavam. Mas eles não gostaram. Insatisfeitos, eles o rejeitaram e mataram. Seus desejos eram carnais e materialistas. Eles queriam bênção mais não arrependimento, favores mas não obediência, glória para ficar acima dos outros, poder para tomar vingança contra os inimigos, paz e prosperidade mas sem um espírito humilde.

O mesmo espírito existe hoje em dia. Para muitos, o Messias é aquele que me dá tudo que eu quero, aqui e agora!  Como uma música popular fala: "Não me importo com o que é certo ou errado, Eu não procuro compreender, Deixe o diabo ficar com o dia do amanhã, Ajude-me passar bem esta noite." Isto se chama gratificação imediata-” Não posso esperar o casamento para satisfazer os desejos sexuais, não posso poupar dinheiro para comprar uma coisa, tenho cartão de crédito. Não posso passar anos estudando para me equipar para um bom trabalho." Mas o Messias não veio para nos ajudar a passar bem só esta noite. Ele veio para nos dar paz, alegria e acesso a Deus eternamente. O Messias veio para nos salvar dos nossos pecados.

Alguém vivia reclamando da sua situação na vida: sua saúde, situação econômica, problemas familiares.  Um amigo perguntou: "Se pudesse escolher entre:
            Saúde e vida eterna -
            Bom emprego e perdão dos pecados -
            Um casarão e uma herança celestial -
            Popularidade e acesso à presença de Deus,  
Qual seria?”A resposta é óbvia!

Toda aquela lista dos nomes que mostram quem é o Messias: luz do mundo, pão da vida, etc. é tudo espiritual. Jesus, O Cristo, O Messias veio para nos salvar dos nossos pecados. Esta é a maior ajuda que alguém podia receber do Messias.

Quem é Cristo? Quem é nossa Esperança, Salvador, Messias?
            Não é Marx, Engels ou Lênin - O sistema deles fracassou porque não funciona.
            Não é Freud, Skinner, Rogers (psicólogos) - Depois de 100 anos deles o homem ainda não se conhece.
            Não é um partido político, sistema do governo, plano econômico - Tancredo Neves morreu e quem se lembra dele hoje? Planos aparecem e desaparecem.
            Não é um curandeiro - os adeptos dos pastores que vendem farinha milagrosa são entre os mais pobres ainda.
            Não é superstição, Chico Xavier, Dr. Fritz, Iemanjá, Exu, ou qualquer feiticeiro - Quem acha que os Africanos (onde predomina o espiritismo) têm a vida abundante?
            Não é a ciência ou a tecnologia - Elas nos trouxeram a bomba atômica e poluição.
            Não é Maomé ou Aiatola Komeine - Quem quer morar em Iraque, Iran, Síria, Líbano ou Afeganistão?

De verdade, quem é o único que pode garantir seu futuro, resolver os seus problemas, limpar a sua alma e unir você com seu Criador?  Há muitos falsos cristos, falsas esperanças e falsos salvadores.  Mas quem foi que Deus realmente enviou? A resposta é até assustadora. Foi Ele mesmo! Jesus é Deus que veio para estar conosco e nos ajudar em nossas dificuldades.
O messias é o próprio Deus. (João 1:1-4,14). Ele é Emanuel (Deus Conosco) (Mateus 1:23). Ele não é apenas um representante de Deus. Houve muitos profetas e mensageiros. O Messias, o Cristo é Deus.

Pense um pouco em que isto significa. Não há melhor!  Não há mais poderoso! Não há mais capaz ou mais perfeito! Quando você procurar ajuda, você não pode achar ninguém mais alto que Jesus.

Por isso, somos Cristãos...
            e não Batistas, Metodistas, Pentecostais ou Presbiterianos, seguindo alguma doutrina.
            e não Budistas, segundo a filosofia de Buda.
            e não Mulçumanos, seguindo Maomé.
            e não Católicos, seguindo o Papa da igreja romana.
            e não Luteranos, seguindo Lutero.
            e não Menonitas, seguindo Menen.
            e não Espíritas, seguindo o espírito de algum morto.

Nós somos seguidores de Jesus Cristo, o Messias, Deus que se tornou homem, morreu na cruz, ressuscitou e hoje reina sobre o universo.  Somos Cristãos.



MATEUS 17 A TRANSFIGURAÇÃO

I. A OCASIÃO
      A. Seis dias depois de Pedro fazer a grande confissão
      B. Jesus tomou com ele Pedro, Tiago e João
            1. Ele muitas vezes levou estes três para eventos especiais
            2. Como quando ressuscitou a filha de Jairo
            3. Como no jardim de Getsemane
            4. Paulo os chamou de "colunas" Gálatas 2:9
      C. No monte, no caminho de Cesaria para Jerusalém, talvez Monte Hermes

II. A TRANSFIGURAÇÃO
      A. Transfigurar quer dizer mudar a forma ou transformar a aparência.
            1. Quando Jesus veio à terra ele deixou sua forma gloriosa por uma forma humilde e fraca
            2. Quando Moisés desceu do Monte Sinai e a presença de Deus, seu rosto brilhava.
            3. Quando Jesus apareceu a Saulo no caminho para Damasco, a luz da sua aparência o cegou.
     
B. No monte, Jesus ficou glorioso em aparência, como era a sua verdadeira natureza.
      C. Até a sua roupa brilhava. Isto é como a promessa aos crentes em Cristo:
            1. Filipenses 3:21 Ele vai transformar os nossos corpos de humilhação para ser conforme o corpo da sua glória
            2. 1 João 3:2 Quando Jesus se manifestar seremos como ele.
            3. Uma dedução disto é que, no céu, os cristãos vão preservar as suas identidades no seu estado glorificado.

III. MOISÉS E ELIAS APARECERAM COM JESUS
      A. Moisés - o mediador da Lei do Velho Testamento
           Elias - o maior dos profetas doVelho Testamento
      B. O significado da sua aparência: algumas possibilidades
            1. Para mostrar que a Lei e os Profetas testemunharam de Cristo
            2. Para que eles pudessem encorajar Jesus na aflição que o aguardava.
            3. Para mostrar que a morte de Jesus ia marcar o fim da dispensação do Velho Testamento

IV. A INSTRUÇÃO PARA PEDRO
      A. Pedro queria honrar os três - Jesus, Moisés e Elias
      B. Um tabernáculo, a tenda seria para dar um lugar de repouso para que eles pudessem demorar. Seria como mostrar hospitalidade.
      C. Deus falou do céu: "Este é meu filho amado que me agrada. Ouça a ele"
            1. Eles tinham ouvido Moisés (a Lei) e Elias (os profetas)
            2. Agora chegou a hora para ouvir e obedecer a Jesus
            3. Agora Jesus é o profeta e mediador da lei de Deus. Ele é o mediador da nova aliança (Hebreus 12:22-25).

V. A CONCLUSÃO DO EVENTO
      A. Moisés e Elias desapareceram. Eles se retiraram para deixar lugar para Jesus
      B. Só depois da sua ressurreição, eles podiam contar a história. Pedro fez isso em 2 Pedro 1:16-19 “somos testemunhas oculares da sua majestade... ele recebeu de Deus Pai a honra e glória..."

JESUS É O AMADO FILHO DE DEUS - OUÇA A ELE!

MATEUS 18 A AUTORIDADE QUE DEUS DÁ Á SUA IGREJA

Estou impressionado pela autoridade que Deus concedeu à igreja. Mateus 18:18-20.  O que nós fazemos aqui na terra, Deus honra lá no céu - seja na disciplina ou na oração. Meu primeiro pensamento: "Tamanha autoridade é perigosa nas mãos de pessoas erradas. Poder total corrompe totalmente". E tem sido muitas corrupções.

Na história, em nome de Deus, houve torturas e assassinos.  Na igreja, há pessoas que parecem gostar demais de poder ou controle sobre os outros. Claro, sempre se justificam: "É para o seu bem", ou "Eu só estou fazendo o que é certo".  Mas parece que eles gostam demais ter a autoridade.  Só Deus conhece os corações do ser humano.

Ele (pelo Espírito e João em 3 João) deixou exposto o coração de Diótrofes. Ele amou a preeminência. Se os obreiros não foram aprovados por ele, ninguém podia os receber. João até escreveu uma carta para a igreja, mas Diótrofes a jogou fora.

Tudo isso nos dá medo de ter uma liderança reconhecida na igreja.  O medo de precisar se submeter a alguém que possa abusar a sua posição ou autoridade. Já vi isso, no medo de designar pastores, presbíteros, bispos na igreja. O medo é de dar autoridade a alguém. Com respeito a isso tenho alguns pensamentos:

1. Deus quer e por isso devemos fazer. Devemos estar formulado planos para começar a treinar, educar, preparar, escolher e constituir pastores para as congregações.  Só precisamos confiar no Senhor e procurar fazer as coisas como Ele ordenou.

2. Esta autoridade que pode ser perigosa nas mãos de pessoas erradas já está nas mãos da igreja. Este contexto não é apenas a Pedro e os apóstolos mas à igreja. A igreja já tem o poder de ligar e desligar, de alterar a história humana, parar e fazer cair a chuva, eleger e tirar reis, governadores e presidentes. Já temos o poder. Precisamos estar usando este poder. Precisamos assumir nosso papel no mundo. Precisamos estar orando mais.

3. Torna-se evidente porque a primeira qualidade do cristão é humildade. Poder ou autoridade pode encher a cabeça da pessoa. A pessoa começa a pensar que ela é uma coisa que não é.  Vemos isto na igreja em Corintos com os dons.  Alguns achavam que eram superiores porque receberam poder do Espírito.  Esqueceram de onde veio o poder e que o poder era para servir e não para dominar ou se exaltar.

Um homem não é qualificado para ser um presbítero se não tiver humildade. Paulo, em 1 Timóteo 3:6, diz que um recém - convertido não está qualificado porque ele poder se orgulhar como Satanás fez. Mas também uma pessoa não está qualificada para ser um cristão sem humildade. Mateus 5:3: "Bem - aventurados os pobres de espírito porque deles é o reino dos céus.” Tiago 4:6: "Deus se opõe aos orgulhosos, mas concede graça aos humildes." Somente uma pessoa humilde é capaz de receber tanto poder e autoridade e não se corromper. Veja a pessoa de Jesus. Ele recebeu toda autoridade, mas nunca deixou de ser um servo dos outros.

4.  Mas Deus não entregou o mundo e a igreja nas mãos de homens sem princípios. Esta passagem assume concordância entre as decisões feitas pela igreja aqui na terra e Deus no céu, na disciplina e na oração. Note bem o tempo dos verbos: “Tudo o que vocês ligarem na terra terá sido ligado no céu, e tudo o que vocês desligarem na terra terá sido desligado no céu." Quando a igreja exerce disciplina na maneira ordenada por Deus, então a igreja vai concordar perfeitamente com o que Deus já decidiu no céu.

Uma vez, uma irmã ficou com raiva. Ela tinha deixado de freqüentar as reuniões por um bom tempo. Um irmão a visitou e perguntou se ela ainda queria ser membro da congregação. Ela respondeu que só Jesus podia expulsar um membro da igreja!  Ela não entendeu o que o irmão queria dizer (se não congregar, não faz parte da congregação), mas ela tinha razão.  Só Jesus tira alguém da igreja.  Melhor ainda, a pessoa retira a si mesmo.

João 6:37: "Todo aquele que o Pai me der virá a mim e quem vier a mim jamais rejeitarei." Não foi Jesus que rejeitou Judas.  Foi Judas que rejeitou Jesus.  Não é Jesus que rejeita o irmão que recusa se arrepender do seu pecado. É o irmão que rejeita Jesus. Não é a igreja que desliga o chamado irmão que vive na prática do pecado. É o homem que rejeitou a verdade, que rejeitou a Jesus e que rejeitou a igreja quando ele decidiu permanecer no pecado. Então Jesus reconhece a sua decisão e diz “não pode andar nos dois caminhos. Não pode servir dois senhores. A igreja reconhece a decisão e diz "não pode andar nos dois caminhos.  Não pode servir a dois senhores".

5. A igreja tem autoridade também na oração.  Será que há poder na oração? Claro que sim, e muito.  O que pedimos em oração em nome de Jesus será feito.  Devemos pensar muito antes de reunir 2 ou 3 em nome de Jesus para pedir uma coisa a Deus? Claro que sim!   Será que Deus nos deixa livre para usar este poder em qualquer maneira, para o bem ou para o mal?  Não. Leia 1 João 5. A conclusão é que Deus por meio de Jesus nos fez companheiros, parceiros e cooperadores dEle no governo do mundo e da igreja.

Concluindo, lembre se quem está presente nas reuniões da igreja. É Jesus!   O que nós estamos fazendo aqui hoje está sendo feito na presença do nosso Senhor Jesus.

Que significa isso a nós? Nas decisões? Na reverencia? No comportamento?

O culto de adoração é edificante?  Se Jesus está presente, só depende de mim. Algumas coisas podem distrair, como bagunça, barulho, irreverência e confusão, mas vamos até melhorar nestas coisas quando ficarmos totalmente conscientes que Jesus está realmente presente conosco nesta ocasião.


MATEUS 19 A GRAÇA DE DAR
1.  É mais difícil um camelo entrar no olho de uma agulha que um rico entrar no reino de Deus.

2. Neste caso, quem pode ser salvo?  Se for impossível para o rico, é impossível para todos porque a diferença entre um camelo e a linha é grande, mas a diferença entre o rico e os outros não é tão grande.  É impossível qualquer um se salvar.

3. Mas o nosso Deus é o Deus do impossível. Então não vamos descartar ninguém, seja rico - viciado - prostituta - analfabeto - padre - pai de santo - político - empresário.

4. Por que é tão difícil um rico entrar no Reino?  Vamos pensar nisso, e no processo quero desafiar vocês a examinarem a sua parte na coleta da igreja.

5. Realmente, o assunto não é dinheiro.  Uma cédula é um pedaço de papel velho, sujo, usado, feio e rasgado. Já passou por muitas mãos. Cada dia vale menos - até um dia ser jogado no lixo. Usamos, investimos, trocamos, poupamos, mas, dinheiro não é o assunto.  Dinheiro é apenas alguma coisa que usamos para definir os nossos valores.  Dinheiro é um termômetro dos nossos valores. Quanto vale para você, por exemplo: uma camisa cadeira, terreno, uma hora de diversão, uma boa refeição, boa saúde, um filho obediente, uma boa esposa, a salvação? Quanto dinheiro você pagaria para conseguir estas coisas?  

6. Dinheiro representa a sua vida passada. Imagine que você fosse desempregado. Um estranho chega. Quer pegar uma enxada e limpar este campo de 10 hectares. O que diria? "Realmente não quero". Ele responde, "Eu pagarei $R 1000/hora - 40 horas semana". Agora, provavelmente, você responderia "Onde está a enxada?" Por quê? Trabalho duro, sol quente. Fazendo algo que não gosta, por alguém que não conhece. Por quê? Por $R1000/hora! Então você trabalha a semana toda e no fim, ele paga. Ele devolve a sua vida! O tempo já passou e jamais voltará. O que você tem agora em mão que representa esta semana perdida da sua vida?  R$ 40.000!   Este dinheiro representa 1 semana da sua vida passada.

7. Deus nos chama para dar-lhe as nossas vidas...
O dinheiro - nossa vida passada
O tempo - nosso presente
Os talentos - nosso futuro
O mais fácil para dar deve ser o passado. Quando você tem esta visão então, quando passar o saco da coleta, você pode dizer: "Senhor, aqui está a minha vida".

8.  A sua coleta representa a sua fé em Deus (Lucas 6:38).   Deus diz: "Eu quero lhe abençoar. Dê-me a colher que você usa para a coleta. Agora, que tamanho de colher vou usar? pequena, média, grande, um balde? Limitamos Deus pela nossa incredulidade. Ele é a fonte da semente, benção, chuva, saúde, vida, felicidade, vida! (2 Coríntios 9:6-11).

Um agricultor guarda toda a sua semente no celeiro, para não perder nenhuma semente. Ele não joga para o chão.
Outro agricultor planta a sua semente uma por uma, cada semente que deixa a sua mão dói.
O terceiro planta uma tonelada de sementes com grande alegria.
Se você acredita em Deus. Se você não acha que Ele seja mentiroso e infiel - então semeie e seja extravagante!

9. Princípios da coleta na igreja do Novo Testamento (1 Coríntios 16:1-2)
      a. "Cada um" - todos, seja uma viúva pobre, um Barnabé que tem casas e terrenos.
      b. "De propósito" - não sem pensar, sem planejar, mas por decisão pensada.  Não de última hora. Não dos restos. Faça compromisso e cumpra.
      c. "Conforme sua prosperidade".   No Velho Testamento era 10%.    Hoje não está especificado. Se 10% é o mínimo, 15% é melhor.
      d. Um hábito - cada semana, ou com cada salário.
      e. Por sua honra. Nem a presença de Paulo deve pressioná-lo.  (Mateus. 19:27).   Note a boa atitude dos apóstolos.  Quando Jesus passou e os chamou para segui-los, deixaram tudo e seguiram.  Não perguntaram quanto vai pagar, quanto vou receber, qual o lucro?  Seguiram a Jesus por motivos puros.

CONCLUSÃO:
Falando claro, quero que todos os irmãos sejam fiéis no dar. Todos na igreja podem e devem contribuir. Seja pobre, jovem, estudante ou quem têm condições. Alguns talvez estejam roubando de Deus e com isso estão perdendo muitas bênçãos. Tem irmãos que são tão fiéis no dar, e dizem que Deus faz mais.

Poder contribuir à obra da igreja e a Deus é um privilégio. É uma graça (benção não merecida) que Deus nos dá!


MATEUS 20 O PECADO DE AMBIÇÃO PESSOAL

Uma diferença entre a cultura brasileira e americana é o conceito a respeito à ambição. No Brasil é visto como um mal e nos states como uma virtude.  Pelo dicionário: ambição é "desejo veemente (de poder, glória, riqueza, etc.); aspiração imoderada, pretensão, cobiça.

Ambição (cobiça ou avareza) na estória de Aesop:
Um cachorro achou um osso e foi para casa com o osso na boca - tão contente.  Até passou um ponte que passava uma lagoa. Olhando na água, viu o seu reflexo e pensava que era outro cachorro também com um osso. Agora perdeu a alegria porque queria o osso do outro. Abriu a boca para latir a assustar o outro cachorro. Abrindo a boca, seu osso caiu na água e perdeu.

Em Mateus 20, Tiago e João eram ambiciosos. Queriam subir acima dos outros. Jesus já tinha prometido tronos para todos os 12 (Mateus 19), mas estes queriam mais que os outros.

Veja a resposta de Jesus - ele não disse que era bom querer ser primeiro ou grande. Mas, se é isso que vocês querem, você precisa mudar o seu querer. Mudar os seus alvos. Jesus não disse - sirva, trabalhe duro por um tempo para poder então ser primeiro (os outros ficam para trás) ou para ficar em cima dos outros. Não foi isso que Jesus ensinou. Vamos ser servos até a morte. Pessoas com outro propósito desistem quando as honras demoram.

Perguntei um irmão - Qual o alvo da sua vida? Respondeu - Quero ser um grande servo da igreja. Será que ele está desqualificado por isso? Não, mas não está qualificado ainda. João e Tiago não foram desqualificados.

Vamos lembrar-nos disso escolhendo líderes para a igreja. Cuidado com os que gostam de mandar, que não querem sujar as mãos com trabalho. Normalmente achamos este tipi no militar, nos empresários, no governo (Graças a Deus que na nossa congregação não é assim0

Tiago e João querem ser os principais, os honrados, os poderosos, mas "podem beber o meu cálice? podem receber o meu batismo -falando dos seus sofrimentos. Responderam "sim" mas foram correndo na noite quando Jesus foi preso. Mateus 26:35 disseram "morremos com você mas nunca negaremos" Então quem ficou ao lado direito e esquerdo de Jesus quando ele foi levantado da terra? Dois ladrões! Podia ter sido Tiago e João.

Esta atitude de ambição gera brigas e contendas, invejas e divisões.

Como praticar esta lição:
1. Examine o seu coração e se achar ambição, o desejo de ser superior aos outros, desejo de poder nos mandar outros, ser maior, primeiro, mais apreciado, reconhecido, rico, então”:
a. renuncie este desejo ore "Pai, transforme-me"
b. Cale a boca, sente-se, ajoelhe-se e sirva os outros sem chamar atenção a si mesmo. Mesmo que haja por dentro uma batalha do egoísmo e o Espírito, procure serviços humildes, faça o bem sem deixar ninguém saber nunca. Alguém diz, "Mas eu tenho uma voz bonita, conheço a Palavra, sei persuadir as pessoas, quando eu falo eu sinto o poder de poder tocar nas pessoas e fazer que elas chorem" - - então se cale e sirva. Pegue uma esponja e lave as janelas ou o chão e busque o coração puro de um servo.

2. Coloque os outros em primeiro lugar por toda a sua vida - como Jesus fez.

3. De novo, vamos adorar a Jesus. Ele é admirável Se alguém merece ser em primeiro lugar, grande, o mandão, é ele. Mas Jesus veio para servir e não para ser servido e ele ainda está nos servindo - intercedendo por nós como nosso sumo sacerdote.

Vamos procurar ser como Jesus.


MATEUS 21 O REI E SEU REINO

I. O REI vs. 5
A. Rei humilde, montado em jumento (sem exército, sem apoio político), em contraste com Alexandre Magno, entrando na Índia.  Alexandre morreu, está morto.  Jesus morreu, mas vive e reina até hoje.

            B. Autoridade? Ele purificou o templo. vs. 12

            C. Poder? Curou os cegos e coxos no templo. vs. 14

II. MAS O REI TEM QUE TER UM REINO

            A. O Rei Jesus tem o seu reino e, como Rei, Ele faz exigências aos seus súditos.
1. Jesus exige fruto.
a. Figueira sem fruto.
Deu a aparência, mas falsamente
Como os fariseus - hipócritas.

b. Jesus a amaldiçoou.

                        2. Jesus exige arrependimento - vs. 28-32.
                                   a. Tem que mudar de idéia.

b. vs. 31 - O imoral, o desonesto e o orgulhoso, hipócrita - qual o pior? Os dois são pecadores, mas é mais fácil para o imoral se arrepender. Jesus não apóia, nem ignora a imoralidade. Ele exige arrependimento.

                        3. vs. 33-46. Jesus exige fruto.
a. Falando sobre os sacerdotes e fariseus (vs. 45). Mas, pode ser aplicado a nós hoje.

                                   b. vs. 43 - O reino dado a quem produzir fruto.

                                   c. vs. 44 - Jesus, a pedra invencível.

            B. Jesus é o seu rei?  Você está no seu reino?
                        1.  Você é hipócrita? - Fala mas não faz.

                        2. Você dá fruto? Arrependimento?

3. Só pelo fato de usar o nome de Jesus não significa nada, necessariamente. Mateus 7:21-23



PALAVRAS DURAS QUE EU NÃO GOSTARIA DE USAR

MATEUS 22:

vs. 13 - "Amarrem os pés e as mãos deste homem e o joguem fora na escuridão. Ali haverá chorar e ranger de dentes."

vs. 18 - "Hipócritas, por que é que vocês querem me pegar em contradição?"

vs. 29 - "Como estão enganados! Vocês não conhecem as Escrituras Sagradas, nem o poder de Deus."

vs. 46 - "Ninguém podia responder mais nada, e daquele dia em diante não tiveram coragem de lhe fazer mais perguntas."

É o mesmo Jesus, o manso, que disse: "vinde a mim os cansados e sobrecarregados".
É o mesmo Jesus, o misericordioso que disse:" Pai, perdoe-os, por que não sabem o que estão fazendo."

Se em Mateus 22, Jesus falou palavras duras, em Mateus 23 ele falou até mais!
Eu não gosto de falar assim.  Talvez por:
            Falta de coragem?
            Falta de justiça?
            Falta de amor?

Eu não tenho a gravação da voz de Jesus. Às vezes, a transmissão depende do tom da voz - mas, veja Mateus. 23:33 - serpentes, raça de víboras, como escaparão da condenação do inferno?  Com qualquer tom, estas são palavras duras!

Vamos ver as situações que provocaram estas palavras:

1.  As bodas do Filho.  Os convidados não foram (judeus). Entre os que foram (gentios), um era hipócrita (mal vestido).

2. É lícito pagar tributo a César?  Hipócritas.

3.  Saduceus que não creram na ressurreição. Também hipócritas - não estavam interessados na verdade, mas em pegar Jesus numa encrenca.

4.  Fariseus - chega de perguntas - calem a boca!  Jesus não agüenta hipocrisia, falsidade e insinceridade.  Por ter coragem para corrigir, ele morreu.

Se tiver amor pela verdade, deve defendê-la.
Se tiver amor pelas pessoas, não apóia os erros deles, mas trate-os, mesmo se chocar.



MATEUS 23 A VERDADEIRA JUSTIÇA

I. O CARÁTER MORAL DOS ESCRIBAS E FARISEUS vv1-12
      A. Eles dizem mas não fazem vv 1-4 (hipocrisia)
            1. Jesus fala a respeito de quem ensina
                  a. Lucas 4:18 Jesus se sentou e assumiu o papel de mestre (professor)
                 
                  b. João 1:17 a lei foi dada por Moisés. O mestre falou da cadeira de Moisés.
           
            2. As cargas dos fariseus v 3
a. Atos 15 - exigiram era um sistema legal de obras aonde justificação veio pela obediência perfeita

                  b. Suas tradições eram insuportáveis

                  c. Filipenses 4:9 - quem ensina deve poder dizer "siga-me"

      B. Eles fizeram para serem vistos pelos homens vv 5-7
            1. Orgulho
                  Mateus 18:3
                  Romanos 12:3
                  1 Pedro 5:5-6

            2. Chamaram atenção com:
                  tatuagens espirituais v 5
                  vesti mentos profissionais
                  posições preeminentes v 6
                  títulos especiais v 7

      C. Grandeza segundo Jesus vv 8-12
            1. a honra verdadeira vem de Deus
            2. serviço

II. SETE AIS vv 13-32
      A. Dificultaram o caminho a Deus maliciosamente
            1. seu exemplo era um tropeço

            2. exigindo tradições

            3. ensinaram errado sobre o messias

            4. chamaram Jesus de falso

            5. interpretaram erradamente a profecia (Mateus 22:41-46)

            6. excomungaram crentes em Jesus (João 12:42, 43)

      B. Avareza coberta por religião v 14 (Mc 12:40; Lucas 20:47)

      C. Proselitismo malvado v 15
            1. Buscar mudanças apenas exteriores?

            2. Evangelizar motivado por orgulho ou partidarismo?

            3. Acrescentaram pecados judaicos aos pecados pagãos?

      D. Distinções desonestas nos votos vv 16-22

      E. Ênfase errada vv 23-24

      F. Justiça superficial vv 25-28

      G. Honra hipócrita vv 29-32

III. SETE PRINCÍPIOS DA JUSTIÇA VERDADEIRA

      A. "AJUDE E NÃO PREJUDIQUE"

      B. "BELAS ORAÇÕES NÃO DESCULPAM VIDAS MÁS”

      C. "PURIFIQUE OS MOTIVOS PARA EVANGELISMO”

      D. "INTEGRIDADE ABSOLUTO”

      E.  "PIEDADE EQUILIBRADA”

      F. "JUSTIÇA TEM QUE SER DO CORAÇÃO”

      G. "RESPONSABILIDADE PESSOAL”
     
III. DECLARAÇÃO DE JUIZO vv 33-39
      A. O juízo é correto e justo
            1. Por causa do seu caráter - víboras!

            2. Por causa da sua culpa - perseguiram homens justos!

            3. Por causa da rejeição do messias!

      B. O juízo é certo - vai acontecer. v 33

      C. O juízo vem - iminente, nesta geração. v 38

      D. O juízo é completo

CONCLUSÃO
A. A prova da verdade nesta mensagem é o silêncio dos acusados. Estes judeus chegaram ao ponto de não mais voltar.

      B. Um discurso duro termina em compaixão

      C. A lição continua em Mateus 24



MATEUS 24 A VINDA DE JESUS

Este capítulo é cheio de profecia.  Isto quer dizer que nele, Jesus predisse o futuro.  Mas a profecia de Jesus não é como a dos videntes modernos. Por exemplo, Jeanne Dixon, uma das mais famosas nos Estados Unidos, já falou com presidentes, avisou a John Kennedy para não ir a Dallas, etc. Fantástico.  Cada ano novo ela publica nos jornais as suas predições.  Eu guardei por 2 a 3 anos e calculei que ela acertou apenas 40% das vezes.  Quando um homem de Deus profetiza, são 100% das vezes.

Para entender Mateus 24, faça pelo menos 2 coisas:

1. Leia também Lucas 21, Marcos 13, comparando versículo por versículo.

2. Reconheça que Jesus profetizou dois eventos:
a. A destruição de Jerusalém e do Templo. "Corra para os montes quando ver o exército chegando"

b. Sua vinda e o fim dos tempos. O sinal?   Sem aviso.  Vem como ladrão.
vs. 4-26 - Jesus virá!  Ele acertou a 1ª vez, acertará na 2ª.

vs. 27 - Ele virá como relâmpago, universalmente visto.

vs. 30 - Você vai lamentar?   Nas nuvens, com glória e o poder de Jesus, todos os inimigos serão derrotados.

vs. 36 - A data não é para saber.  O importante é não saber.

vs. 38-41 - Jesus virá na hora inesperada, no meio da vida normal.

vs. 42-44 - A lição para todos é de vigiar sempre.

vs. 45-46 - A lição para nós é de ser um servo bom e fiel.



MATEUS 25 QUEM É JESUS?  agosto 1995

Devemos ler a Bíblia sempre procurando a resposta a esta pergunta - quem é Jesus.  Encontramos a resposta em quase toda página da Bíblia. Por exemplo, Mateus 25: 31- 46.  Vamos ler isto, não pensando tanto no ensino sobre o juízo, mas observando quem é Jesus.

1. v 31 Jesus é o Filho do Homem
Este é o título que Jesus mais usou para falar de si mesmo. (81 vezes nos evangelhos). Filho de homem = bar nasha em aramaica.  Quer dizer, um membro da raça humana, um ser humano.  Jesus é um homem (1 Timóteo 2:5). Ele se identifica conosco. Conhece as nossas fraquezas e sofrimentos.

      Hebreus 2:11-18 Porque Jesus tinha que ser homem?
            1.  Para ter o mesmo Pai v.11
            2.  Para ser nosso irmão v.11
            3.  Para experimentar dependência no Pai v.13 (veja Is 8:17, 18; Salmo 18:2; Is 8:17)
            4.  Para participar na mesma natureza humana v.14
            5.  Para render impotente o diabo v.14
            6.  Para nos libertar do pavor da morte v.15
            7.  Para ajudar os cristãos v.16
            8.  Para ser como nós em tudo v.17
            9.  Para ser nosso Sumo Sacerdote     v.17
            10. Para satisfazer a ira justa de Deus contra o pecador v.17
            11. Para nos ajudar em nossas tentações     v.18
                  a. compreende nossa situação
                  b. intercede Hebreus 9:24
                  c. dá paz Filipenses 4:6, 7
                  d. providência Romanos 8:28                     

2. v 31 Jesus é Glorificado
Ele é Deus que veio da glória e voltou à glória depois de ter cumprido fielmente a sua missão aqui na terra.
      Filipenses 2:5-11
      João 17:5

3. v31 Jesus é O Rei Vitorioso
      Ele está sentado no trono
      Ele já é rei, mas nem todos os seus inimigos foram destruídos ainda. (Deus sempre reinava, mesmo com inimigos vivos). Quando Jesus voltar, será para destruir todos os seus inimigos.
      O reino do messias já foi estabelecido
      O reino profetizado Miquéias 4:1-4
      O reino anunciado Mateus 3:2
      O mistério do reino de paz Efésios 2:11-17
      A igreja é o reino de Cristo Colossenses 1:13
      Isaias 11 está sendo cumprido hoje em Cristo.

4. v32 Jesus é O Juiz
      Atos 17:31 Ele foi designado pelo Pai.
      É ele que separa o salvo e o perdido
      Ele decide, julga, examina (Hebreus 4:11, 12 - a palavra viva).
Com Cristo é tudo preto e branco, direito ou esquerdo, certo ou errado, salvo ou perdido. Não há ovelhas, bodes e também um grande rebanho de raça mista.
      A base do julgamento é a sua palavra falada João 12:48

5. v 34 Jesus é o Filho que compartilha as bênçãos do Pai.

6. v 35 Jesus é o faminto comendo ratos do lixo
Jesus é o sedento que anda por horas de madrugada no sertão para buscar uma balde de água para a sua família.

Jesus é o forasteiro abrigado ao lado da estrada de Carpina que corre para qualquer ponte ou árvore quando cai a chuva.

Jesus é a criança sem roupa que se cobre com jornal velho quando se deita na calçada na Praça Joaquim Nabuco.

Jesus é o velhinho no leito no hospital do câncer que passa os dias olhando para o teto sem ninguém porque a família mora longe no interior e é pobre demais para estar sempre viajando para o capital.

Jesus é o encarcerado que, mesmo merecendo a pena que recebeu pelo seu crime, ainda é um ser humano e pode responder a qualquer ato de bondade.

“(“ Mas não tenho condições para ajudar todos os necessitados." Sim, mas pode ajudar alguém. Agora temos uma vantagem - sabemos quem estamos servindo.)

7. v 41 Jesus é Quem Condena o Pecador
Só tem um Jesus. É aquele no Novo Testamento.  Aceite este.


MATEUS 26 O PRESENTE DE MÁRIA

No nascimento, os magos deram presentes a Jesus: ouro, um presente para reis; incenso, um presente para sacerdotes; mirra, um presente para alguém que está para morrer. Outra pessoa, Maria, deu um presente a Jesus, uma semana antes da sua morte (Mateus 26:6-13).

I. MARIA TINHA 4 OPÇÕES
      A. Ela podia ter usado o perfume nela mesmo.
            1. Pertencia a ela para ela fazer como queria. Ninguém a obrigou a doar.

2. O Novo Testamento ensina o direito de ter propriedade pessoal (Ananias e Safira e Filemom).

            3. Ela tinha o direito de usar por si, mas escolheu não fazer isso.

      B. Ela podia ter dividido com os outros
            1. Valeu uma note - 300 dias de salário de um trabalhador.

            2. Ela podia ter dado uma parte aos outros e ainda ter uma parte sobrando.

            3. Jesus ensinou que foi bom partir os bens com os outros.
                  a. O menino que dividiu os 5 pães e 2 peixes.
b. A igreja em Jerusalém vendeu terrenos e propriedades e os apóstolos dividiram conforme as necessidades dos irmãos.

4. Teria sido muito bom dividir o seu presente com muitas pessoas, mas ela escolheu não fazer isso.

      C. Ela podia ter dado tudo aos pobres.
            1. Foi isso que Judas sugeriu.

            2. Jesus ensinou que foi bom cuidar dos pobres
                  a. Ele mandou o jovem rico fazer isso (Mateus 19:21)
                  b. Deus vai nos julgar pelo nosso tratamento dos pobres (Mateus 25:31ss).
                  c. Isto seria um ato muito nobre.

            3. Na época de Natal, as pessoas pensam nos pobres. É sempre bom lembrá-los.

            4. Maria escolheu não fazer isso.

      D. Ela podia ter dedicado tudo só para honrar Jesus - foi isso que ela fez!

II. MARIA TINHA 4 MOTIVOS PELA SUA DECISÃO.
      A. Reverência
            1. Reverência - um profundo sentimento de respeito, amor, temor.

            2. Maria demonstrou uma atitude de grande respeito.

            3. Ela reverenciou a sua divindade.

            4. Nós devemos reverenciar Jesus hoje.
                  a. Salmo 100
                  b. Apocalipse 1:10-18
                  c. Apocalipse 5:6-14
                  d. Apocalipse 19:11-16

      B. Gratidão
            1. Jesus ressuscitou o seu irmão, Lázaro. Quem não seria grato?

            2. Mais importante - ela viu chegando o dia quando ele seria crucificado.
                  a. Ela sabia que ele daria a sua vida por ela.
                  b. Compare esta gratidão com alguém que doa um rim para salvar a vida do outro.

            3. Deus deseja a nossa gratidão.
a. Ele se alegria em nossa adoração. Nosso privilégio é fazer algo por Deus que Ele não pode fazer por si mesmo.
                  b. Você já cansou de ouvir seus filhos dizer "obrigado pai-pai"?

            4. A ingratidão expressa é repreensível.
                  a. A ingratidão foi vista na ação dos 9 leprosos (Lucas 17:11-19 - "Onde estão os nove?)
b. O povo de Israel no deserto (Números 11:5, 6) "Estamos cansados desta maná. Lembramos as cebolas, o alho as carnes no Egito..."

            5. O que nós devemos? Salvação (2 Coríntios 5:14, 15)

      C. Fé
            1. Maria viu o significado da sua morte, mesmo que os 12 não vissem ainda.

            2. Considerando sua morte, o que ela podia oferecer senão o melhor que tinha?

            3. Seu presente era o símbolo visível da sua fé interna.

            4. Maria disse pelo ato "Você é a esperança do meu futuro."
                  a. Em você deposito toda a minha confiança. De você depende o meu futuro.
b. O que é a esperança do seu futuro? terrenos? casas? emprego? INSS? talentos? apólice de   seguros? poupança?

      D. Amor
            1. Agapé quer dizer bondade ativa.

            2. Não há nenhuma menção de Maria dizendo "Eu te amo, Jesus"

            3. Ela mostrou isso pelas ações.

            4. Também Jesus fez assim.
                  a. Maior amor ninguém tem, que dar a vida pelo seu amigo.
                  b. Nós amamos porque ele nos amou primeiro

            5. O amor de Maria foi o resultado da sua reverência, gratidão e a sua fé.

III. MARIA TINHA 4 QUALIDADES EXCELENTES NELA.
      A. Para Maria, não era suficiente só falar, ela tinha que dar.
            1. Ela disse, "O que eu tenho é seu. Eu vou gastar tudo em você."

2. Não foi tanto o presente que Jesus gostou como o que o presente falou. Foi a motivação atrás do presente.

3. Deus não necessita das nossas orações, nossas obras, nossa adoração, mas ele quer os nossos corações.
                  a. Atos 17:24, 25
                  b. Miquéias 6:6-8
                  c. Salmo 50:10
                  d. Não é tanto o que oferecemos ao Senhor como o porquê oferecemos.

4. Compare Maria aos judeus que receberam Jesus na entrada de Jerusalém e o crucificaram dentro de uma semana.  O amor de Maria não era superficial e passageiro, falado hoje mas esquecido amanhã.

5. Os dois filhos chamados pelo pai para trabalhar na vinha. Não foi o dizer mas o fazer que valia. Não são os hinos que cantamos tanto quanto os hinos que vivemos.

      B. Para Maria, um serviço que não custa nada não presta; um serviço excelente tem que                      custar caro.
1. Se eu apenas der a Jesus o excesso, o presente não vale nada.  Deus sempre queria as primícias (Malaquias 1:7, 8)

            2. A contribuição da viúva pobre no templo era de grande valor.

3. Qual o valor do presente que Deus nos deu? Não foi um animal irracional, um pedaço de metal sem vida. Ele não deu nada que ele tinha criado. Ele deu seu único filho. Jesus era rico, mas por nós se tornou pobre (2 Coríntios 8:9).

4. Para Deus e para Maria, o presente tinha que ser caro porque era uma expressão do tamanho do seu amor.

      C. Para Maria só uma parte não era suficiente. Tinha que ser tudo.
1. Deus não quer uma parte do nosso tempo, dinheiro, talento. Ele nem quer a maior parte destas coisas. Ele quer tudo que temos e somos. Apresente os seus corpos como sacrifício vivo, santo e agradável (Romanos 12:1).

            2. Jesus quer renuncia total. Pode imaginar um exército que se rende parcialmente?

      D. Para Maria, Não era bastante ser quebrado, tinha que ser derramado.
            1. O frasco de alabastro não se quebrou por acidente. Foi de propósito.

            2. O sangue de Jesus foi derramado de propósito por todos os homens.

            3. Deus quer que a igreja morra por todos os homens.


CONCLUSÃO: O QUE PODEMOS APRENDER DO PRESENTE DE MARIA?
      1. Aprendemos que devemos escolher o melhor e não apenas o bom.
            É bom trabalhar e gozar o fruto do nosso labor.
            É bom compartilhar com os outros, com família e amigos, providenciar e cuidar deles.
            É bom alimentar os famintos, vestir os sem roupa, cuidar dos doentes
            É bom ajudar os pobres.
            É melhor dedicar tudo que temos e somos à glória e honra de Jesus.

      2. Aprendemos como devemos olhar para Jesus. Como devemos sentir para com ele.
Ele é o Rei dos reis e Senhor dos senhores que devemos reverenciar como o Santo de Deus.
            Nossos corações devem ser cheios de gratidão, considerando o seu presente dado a nós.
            Nele devemos confiar nossa esperança pelo futuro.
            Ele é o objeto da plenitude do nosso amor, como nós somos o objeto do amor dele.

      3. Aprendemos como Maria aprendeu, que
            Não é suficiente só falar, temos que dar.
            Serviço que não custa nada não presta; tem que custar caro.
            Só uma parte não é suficiente. Tem que ser tudo.
            Não bastante ser quebrado, temos que ser derramados.

      4. Maria também sabia que um sacrifício não é feito mais tarde, tinha que ser feito agora. Em menos de uma semana, Jesus seria morto e não seria mais possível prepará-lo para o enterro.  O sacrifício tinha que ser feito agora. Jesus disse “Siga-me agora".  Alguns fizeram exatamente isso (Mateus, Pedro, João). Outros disseram, "depois". Para estes, Jesus disse “Você não pode ser meu discípulo."

Você é um frasco de alabastro de perfume muito caro. Como você será usado?



MATEUS 27 A CRUCIFICAÇÃO

Os soldados de Pilatos levaram Jesus para o Palácio do Governador e reuniram toda a tropa em volta dele. Tiraram sua roupa e o vestiram com uma capa vermelha. Fizeram uma coroa de ramos de espinhos e a puseram na sua cabeça e colocaram uma vara na sua mão direita. Aí se ajoelharam diante dele a caçoavam, dizendo: "Viva o Rei dos judeus." Cuspiam nele, pegavam a vara e batiam na sua cabeça. Depois de caçoarem dele, tiraram a capa vermelha e o vestiram com a roupa que ele usava. Em seguida o levaram para o crucificarem.

Chegaram ao Calvário, um lugar chamado Gólgota (que quer dizer "lugar da Caveira"). Ali deram vinho misturado com fel para Jesus beber. mas, depois de provar, ele não quis. Então o crucificaram e repartiram as suas roupas entre si, tirando a sorte com os dados para verem qual seria a parte de cada um. Depois disso sentaram ali e ficaram guardando Jesus. Eram nove horas de manhã quando crucificaram Jesus.

Puseram acima da sua cabeça uma tabuleta onde estava escrito como acusação "Este é Jesus, o Rei dos judeus".  Com ele, crucificaram dois ladrões, um á sua direita e outro á sua esquerda.  Então Jesus disse "Pai, perdoa-lhes, Eles não sabem o que estão fazendo."

Os que passavam por ali caçoavam dele, balançando a cabeça e o insultavam assim: "Ah! Ele disse que era capaz de destruir o Templo e tornar a construí-lo em três dias! Se é mesmo o Filho de Deus, que desça da cruz e salve-se a si mesmo." Os chefes dos sacerdotes, os professores da Lei e os líderes judeus também caçoavam, dizendo: "Ele salvou os outros, mas não pode salvar a si mesmo! Ele não é o Rei de Israel? Se descer agora mesmo da cruz, nós acreditaremos nele! Ele confiou em Deus e disse que era Filho de Deus. Vamos ver se Deus quer salvá-lo agora!"

Até um dos ladrões que foi crucificado com ele também o insultava, dizendo:" Você não é o Messias? Então salve a você mesmo e a nós!" Porém o outro o repreendeu, dizendo: "Você não teme a Deus? Todos nós estamos debaixo da mesma condenação. O nosso sofrimento é justo porque estamos recebendo o castigo pelo que fizemos, mas ele não fez nada de mau.” Então disse: "Jesus, lembre-se de mim quando o senhor vier como rei!" Jesus respondeu: "Eu lhe afirmo que hoje você estará comigo no paraíso!"

Perto da cruz estavam a mãe de Jesus e a irmã dela e também Maria Madalena, e Maria, mulher de Clopas. Quando Jesus viu a sua mãe e perto dela o discípulo que ele amava, disse a ela:" Mulher, aí está o seu filho" e a ele: "Aí está a sua mãe." E esse discípulo levou a mãe de Jesus para em diante morar na casa dele.

Ao meio-dia começou a escurecer, e toda a terra ficou três horas na escuridão. Às três horas da tarde, Jesus gritou bem alto. "Eloi, Eloi, lemá sabactani?" "Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?" Algumas pessoas que estavam ali ouviram isso e disseram: "Ele está chamando Elias." Alguém correu e molhou uma esponja em vinho barato, pôs na ponta de uma vara e deu para Jesus beber. Mas outros disseram: "Espere. Vamos ver se Elias vem salvá-lo."

Quando ele bebeu do vinho, Jesus deu um grito forte, dizendo, "Pai, em tuas mãos entrego o meu espírito”. "Está consumado." Baixou a cabeça e morreu.  Então a cortina do Templo se rasgou em dois pedaços, de cima até embaixo. A terra tremeu e as rochas se partiram.  O oficial do exército romano e os soldados que estavam com ele guardando Jesus viram o terremoto e tudo o que aconteceu. Então ficaram com muito medo e disseram; "Ele era mesmo o Filho de Deus!"



MATEUS 28: A RESSURREIÇÃO DE JESUS

1. Prova da sua divindade. Romanos 1:4.

2. Prova das suas afirmações. Mateus 12:38-40.
            No ventre do grande peixe - No coração da terra.
            Ele fez tantas afirmações: Sou Filho de Deus, julgo o mundo, etc. Ele tinha que      ser ou louco, mentiroso ou verdadeiro?  A prova que era verdadeira? A ressurreição.

3. Prova da Bíblia - João 10:35.

4. Os fatos da História:
            a. Jesus morreu.
            b. Foi sepultado.
            c. Soldados romanos guardaram seu túmulo.
            d. No terceiro dia, o túmulo estava aberto e vazio.
            e. Mulheres foi o terceiro dia.
            f. Encontraram o túmulo aberto, vazio.
            g. Um anjo explicou que Jesus tinha ressuscitado.
            h. Foram contar a Pedro e aos outros.
            i. Pedro e João vieram ver.
            j. Jesus apareceu diante do grupo dele.
            l. Disse que era verdade.
            m. Tomé, não presente, não acreditou.
            n. Jesus apareceu de novo -disse- venha, veja.
            o. Meu Deus e meu Senhor.
            p. Hoje o túmulo está vazio.
            q. Jesus está vivo.

5. Porque Ele vive.     
            Posso crer no amanhã
            Temor não há
            Pois eu bem sei, eu sei
            Que a minha vida
            Está nas mãos de meu Jesus
            Que vivo está.

O Cristianismo é mais do que uma lei para se seguir.  Mais do que um sistema bonito de moralidade. Mais que uma filosofia.  É seguir um Senhor vivo e presente eternamente.  Jesus não apenas vive nos seus ensinamentos e ações.  Ele é vivo mesmo!

Porque Ele é vivo, ainda é válida, dois mil anos depois, a sua grande comissão: “Ide, fazei discípulos." vs. 19-20.




2 comments:

  1. Ótima iniciativa. Material bastante proveitoso. Deus abençoe.

    ReplyDelete
  2. boa noite Amigo observei que MATEUS 12 JESUS O MANSO não se encontra e o 11 esta duas vezes pode corrigir muito obrigado.

    ReplyDelete